Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 31/03/2020

Política de MT - A | + A

DEU NA GAZETA 25.01.2020 | 11h46

Jair Bolsonaro afirma que, se o nome for 'bom', apoiará candidato de MT ao Senado

Facebook Print google plus
Lázaro Thor Borges

lazaro@gazetadigital.com.br

Tomaz Silva/Agência Brasil

Tomaz Silva/Agência Brasil

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), cedeu alguns minutos de sua tradicional live no Facebook para tecer comentários sobre a eleição suplementar do Senado, que ocorrerá no dia 26 de abril.

 

Leia também -Bustamante cobra de Bolsonaro bloqueio de sinais de celular em presídios e imediações

 

Bolsonaro reservou 42 segundos de um vídeo de quase 20 minutos para avisar que não ficará neutro nas eleições que arcarão o fim do mandato da senadora cassada Selma Arruda (Podemos), apoiadora do presidente. “Se tiver um bom candidato em Mato Grosso, a gente vai lançar esse candidato nosso, se nosso partido [Aliança pelo Brasil] tiver formado a gente lança esse candidato nosso. Se não tiver formado o partido, se aparecer um candidato bom ali a gente apoia”, afirmou.

 

O momento político tem sido favorável ao bolsonarismo, o que tem feito com que muitos candidatos procurem o apoio do
presidente. Entre os nomes que podem ter apoio do bolsonarismo está José Medeiros (Podemos), vice líder do governo, Antônio Galvan, presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (Aprosoja-MT) e o vice-governador Otaviano Pivetta (PDT).

 

Cassada no dia 10 de dezembro de 2020, a senadora Selma Arruda foi uma das figuras políticas mato-grossenses que mais surfou no bolsonarismo com sucesso. Ela foi eleita em 2018, com um discurso em nome da moral e do bom costumes, além de críticas ao ‘garantismo’ da Constituição Federal.

 

O novo cenário político depois das eleições provocou certo afastamento de Selma do bolsonarismo, principalmente depois
que ela deixou o PSL e foi para o Podemos.

 

Na época, a senadora discutiu com o filho do presidente, Flávio Bolsonaro, que discordou do voto da juíza para abertura da
CPI da Toga, que poderia ‘prejudicar’ a vida política de Flávio. Resta a Bolsonaro encontrar alguém com semelhanças ideológicas e, ao mesmo tempo, adesão ao seu projeto político. O desejo do presidente seria lançar um candidato pelo
seu novo partido, que ainda está sendo criado, o Aliança Pelo Brasil, que ainda precisa coletar 500 mil assinaturas.

 

Número que, segundo comentaristas políticos, ainda deve demorar a ser atingido. O cenário mais provável portanto, é que este candidato considerado ‘bom’ deve ser o escolhido por Bolsonaro. Um nome forte nesta disputa é o de José Medeiros, deputado federal.

 

Leia mais matéria sobre Política de MT na edição do Jornal A Gazeta

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Levando em consideração as condições sanitárias do país, você optaria por:

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 31/03/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,05 -0,71%

Algodão R$ 92,58 -0,51%

Boi a Vista R$ 136,00 0,00%

Soja Disponível R$ 66,10 -1,49%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.