Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 09/12/2019

Política de MT - A | + A

crise na ufmt 18.07.2019 | 17h32

Jayme considera 'babaquice' pedido de investigar conduta de reitora

Facebook Print google plus
Ana Flávia Corrêa e Pablo Rodrigo

redacao@gazetadigital.com.br

João Vieira

João Vieira

Senador Jayme Campos (DEM) considerou uma 'babaquice' o pedido para apurar a conduta da reitoria da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) devido ao atraso nas contas de luz e ao corte de energia da última terça-feira (16).

 

Leia também - Oposição pede recontagem de votos de sessão

 

O deputado federal José Medeiros (Pode) encaminhou ofício ao ministro da Educação, Abraham Wintraub, para que seja realizada uma auditoria da universidade alegando má-gestão.

 

"Tais informações indicam que a gestão da atual reitora apresenta problemas, pois não se pode admitir que uma universidade fique sem luz por culpa da reitoria. Por esta razão, mostra-se necessária a realização de um auditoria da UFMT", disse o parlamentar na ocasião.

 

Para Jayme, contudo, tal ato faz muito mal para a democracia e a falta de luz não é algo que possa ser levado ao âmbito político. Ele afirmou que acredita que a reitora não teria motivos para atrasar propositalmente as contas.

 

"O que consta é que a federação, através do MEC, não tem repassado recurso para a nossa universidade. Haja vista que agora [depois do corte] liberou R$ 4,5 milhões. Mesmo assim não sei se esse recurso foi destinado e se permite orçamentariamente o pagamento da energia", disse.

 

Explicação dada por Myrian Serra é que o MEC destinou o recurso à universidade na sexta-feira (12), contudo, não o liberou para utilização da universidade. O total de R$ 1,8 milhões foi repassado apenas na terça-feira (16), após o corte.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Pensador - 19/07/2019

Com razão o Senado, o deputado é trapalhão e oprtunista.r

1 comentários

1 de 1

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

Enquete

Presidente Jair Bolsonaro foi indicado a Personalidade do Ano pela revista Time

Parcial

Edição digital

Domingo, 08/12/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,35 0,49%

Algodão R$ 119,75 0,53%

Boi a Vista R$ 136,00 1,39%

Soja Disponível R$ 69,90 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.