Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 30/11/2020

Política de MT - A | + A

BATALHA ELEITORAL 28.10.2020 | 18h50

Juiz proíbe veiculação de programa que acusa França de causar suicídio de servidora

Facebook Print google plus
Noelisa Andreola

noelisa@gazetadigital.com.br

João Vieira

João Vieira

O juiz da 1ª Zona Eleitoral, Geraldo Fidelis, proibiu a veiculação da propaganda eleitoral do candidato à reeleição, prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), e seu vice, José Roberto Stopa (PV), que mostra uma servidora pública responsabilizando o adversário Roberto França (Patriota) pelo suposto suicídio de uma colega durante sua passagem como prefeito de Cuiabá. O descumprimento pode gerar multa no valor de R$ 1 mil.

 

Leia também - 'Filho de Gonzaguinha aciona Abílio por usar música do pai sem autorização'


"Concedo a tutela de urgência, para determinar a notificação dos representados coligação “A mudança merece continuar”, Emanuel Pinheiro e José Roberto Stopa para que se abstenham de promover novas veiculações do material questionado nesta oportunidade e de outros desta natureza, sob pena de multa que, que fixo no valor de R$ 1.000,00 por imagem/vídeo encontrado em descumprimento da presente decisão', diz trecho do documento desta quarta-feira (28).


O magistrado argumentou que a peça publicitária não tem provas concretas de que o fato realmente aconteceu.


"O que se rechaça é o meio utilizado para trazer a informação, onde cria estados mentais no eleitor, posto que, a informação transmitida não aponta quaisquer fontes de consulta, data dos possíveis acontecimentos e liga do representante Roberto Auad França a episódio de suicídio de servidores públicos, motivados pelo atraso nos salários, sem qualquer alusão a dados, imagens ou notícias que comprovem tal afirmação".


Entenda

Nessa terça-feira (27), foi veiculada na televisão o vídeo de uma servidora pública para denunciar "danos" aos servidores públicos causados pelo ex-prefeito Roberto França.


A servidora, identificada como Dalva Catarina, afirma não que quer o retorno de uma gestão como a de França. “Chegava o final do mês e você não tinha o seu salário, então era desesperador”.


Segundo ela, muitos colegas tiveram que deixar suas casas para morar com a familiares, para ter o que comer.
“Nós tivemos colegas que suicidaram”, desabafou. Dalva ainda diz que a sensação de possível retorno de Roberto França à prefeitura é, para ela, "um filme de terror".

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Com o resultado da eleição, você acredita em uma Cuiabá melhor a partir de 2021

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 30/11/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 61,50 -0,81%

Algodão R$ 126,42 0,73%

Boi à vista R$ 252,99 0,02%

Soja Disponível R$ 160,00 0,63%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.