Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 28/02/2020

Política de MT - A | + A

bem cotado 22.01.2020 | 19h02

Lúdio Cabral descarta ser candidato do PT ao Senado em eleição suplementar

Facebook Print google plus

JLSiqueira/AL-MT

JLSiqueira/AL-MT

Tido como um dos maiores nomes da oposição para disputa ao Senado na eleição suplementar que será realizada em abril, o deputado estadual Lúdio Cabral (PT), descartou qualquer possibilidade de concorrer à vaga que será deixada por Selma Arruda (Podemos) depois que foi confirmada sua cassação pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Lúdio também disse que não tem interesse em ser candidato a prefeito de Cuiabá nas eleições deste ano. A eleição suplementar ocorre em 26 de abril. 

 

O deputado negou a possibilidade de concorrer, mesmo que a ordem para isso parte da direção do partido. 

 

Leia também - Governador não ficará neutro na eleição, afirma Carvalho

 

Ele foi candidato a prefeito em 2012, levou a eleição para o segundo turno quando perdeu para o atual governador Mauro Mendes (antes do PSB, hoje no DEM). Em 2014, foi candidato ao governo de Mato Grosso, perdeu a eleição ainda no primeiro turno para Pedro Taques (antes no PDT, hoje no PSDB). 

 

Questionado sobre uma possível candidatura ser encarada como a reconstrução do partido em Mato Grosso, o parlamentar disse que o debate sobre à vaga do Senado aberta há uma procura dos partidos de esquerda para que haja uma candidatura forte na disputa. 

 

O deputado disse que internamento o PT vai debater o assunto e levar em conta o fato de que direitos do povo estão sendo perdidos na atual administração do Brasil e sabendo que há necessidade de ter um posicionamento forte no Senado. 

 

Quanto ao ex-juiz Julier Sebastião que filiou recentemente ao PT, Lúdio diz que o projeto é para que o recém-petista seja o candidato da legenda ao comando do Palácio Alecastro. 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Aroldo Nunes - 23/01/2020

Lógico nunca MT elegeria o PT para o Senado. Um partido envolvido so em corrupção

1 comentários

1 de 1

Enquete

Número de delações premiadas significa que MT está sendo passado a limpo?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 28/02/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,45 -1,07%

Algodão R$ 93,76 0,44%

Boi a Vista R$ 137,50 0,55%

Soja Disponível R$ 60,80 -0,33%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.