Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 03/08/2020

Política de MT - A | + A

alto risco 27.03.2020 | 11h02

Lúdio propõe anular decreto de Mendes de volta do comércio

Facebook Print google plus

João Vieira

João Vieira

A primeira sessão virtual da Assembleia legislativa (AL), marcada para a tarde desta sexta-feira (27), terá a apresentação de um projeto de decreto legislativo para anular o decreto do governo que liberou a reabertura do comércio. A proposta é do deputado estadual Lúdio Cabral (PT).

 

Oposição ao governador Mauro Mendes (DEM) e médico sanitarista, Lúdio afirma que o isolamento social é uma medida importante no atual momento de propagação do novo coronavírus. A ideia é reduzir a velocidade de transmissão para dar fôlego ao sistema de saúde, que não tem condições de atender uma alta quantidade de pacientes, situação que já acontece em países como a Itália e os Estados Unidos.

 

Leia também - Governador diz pensar diferente, mas segue pedido do presidente Bolsonaro

 

“O decreto 425 afrouxa as medidas de isolamento social e de restrição de circulação que ainda precisamos manter. Isso é muito ruim. Ele volta atrás em uma série de medidas que o Estado vinha tomando. Autoriza shopping centers, lojas de departamento e galerias a abrirem. Não vejo sentido para que essas atividades sejam retomadas neste momento. Precisávamos manter essas medidas pelo menos até a primeira semana de abril, quando elas deveriam ser reavaliadas”, explica o parlamentar.

 

Lúdio enfatiza que, nesse momento de aumento dos casos, deveriam ser mantidos apenas os serviços essenciais, como farmácias, mercados e instituições de saúde.

 

“As atividades essenciais, tanto públicas quanto privadas, precisam ser mantidas, assegurando cadeias de suprimento para alimentação da população e serviços essenciais para lidar com a pandemia”, avalia o deputado.

 

O decreto de Mendes trouxe polêmica não só entre os deputados, mas também com os prefeitos, pois alguns municípios decidiram manter as restrições, que incluem o fechamento do comércio e proibição de aglomerações. Um dos gestores nessa situação é o prefeito da Capital, Emanuel Pinheiro (MDB), que afirmou manter as restrições até 5 de abril. (Com informações da assessoria)

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Carlos - 27/03/2020

PT quanto pior melhor. Temos sim que ter cautela nesse momento, mas não podemos parar nossas vidas, temos sim que cuidar melhor delas agora. Mas contra trabalhar só mesmo o PT.

1 comentários

1 de 1

Enquete

Após a reabertura dos shoppings, você voltou a frequentar como antes da pandemia?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 03/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 23,15 -0,64%

Algodão R$ 97,05 -0,96%

Boi a Vista R$ 134,00 0,00%

Soja Disponível R$ 64,60 -0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.