Publicidade

Cuiabá, Domingo 20/09/2020

Política de MT - A | + A

saiu sem dar detalhes 12.09.2020 | 12h35

Leitores acreditam que desistência de Pivetta foi por crise na gestão de Mendes

Facebook Print google plus

Otmar de Oliveira

Otmar de Oliveira

No dia 2 de setembro, o vice-governador Otaviano Pivetta (PDT) oficializou a retirada da sua candidatura ao Senado. O anúncio foi publicado em seu perfil em uma rede social, após pedido do governador Mauro Mendes (DEM), durante reunião no Palácio Paiáguas.


Não só de Mauro partiu o pedido de desistência à uma cadeira no Senado. Um grupo de partidos o convidou a deixar a disputa e concorrer ao governo do Estado em 2022. O convite partiu dos senadores Jayme Campos (DEM) e Wellington Fagundes (PL), do ex-deputado Nilson Leitão (PSDB), além do MDB.


Diante disso, o questionou os leitores: “A desistência do vice-governador Otaviano Pivetta (PDT) de disputar o Senado deixa o governo Mauro Mendes (DEM) mais coeso?”. A maioria opinou que não, e que a desistência ocorreu por uma rusga na gestão.

 

Leia também - Mato-grossenses veem risco de contágio entre mesários e eleitores


Conforme a votação, aberta desde o último sábado (5), 48% votou que “não, pelo contrário, Pivetta saiu da disputa por divergência interna na gestão”. Em seguida, 31% escolheu que “o governo apenas mantém aparente tranquilidade no processo eleitoral”.


Por último, 21% opinou que “sim, Pivetta desistiu apenas da disputa e permanece como vice-governador”.


Mauro Mendes defendeu a permanência de Pivetta, lembrando que os dois participaram do projeto de eleição do então governador Pedro Taques, “que lamentavelmente não teria dado certo e agora nós dois estamos juntos para consertar o Estado e estamos dando grandes passos nessa direção”.


Contudo, antes da desistência, existiu uma crise interna no Palácio Paiaguás, conforme apurou o . O executivo se dividiu em dois grupos: um pró candidatura de Carlos Fávaro (PSD) e outro de apoio a Pivetta.


O pivô desta crise seria o chefe da Casa Civil Mauro Carvalho. Pivetta e Carvalho entraram em rota de colisão quando o secretário teria afirmado ao governador que a melhor estratégia seria apoiar Fávaro.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Onze candidatos disputam o Senado, você acha que o número amplia o leque de propostas ou mostra a desunião da classe política?

Parcial

Edição digital

Domingo, 20/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,50 -2,63%

Algodão R$ 95,74 -0,06%

Boi a Vista R$ 133,00 0,00%

Soja Disponível R$ 63,20 -2,77%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.