Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 16/12/2019

Política de MT - A | + A

Fora de cogitação 22.10.2018 | 15h39

Maggi descarta permanecer no Ministério independente de Bolsonaro ou Haddad

Facebook Print google plus

Agência Brasil

Agência Brasil

O atual ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Blairo Maggi, afirmou que não há possibilidades de ele permanecer à frente do ministério nos próximos anos. Segundo ele, os presidenciáveis na disputa são todos de oposição ao atual governo que participa.

 

Disputam a presidência da República o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) e o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT). O 2º turno das eleições acontece no próximo dia 28.

 

“Isso é fora de cogitação. Eu entendo que somos um governo que está sendo substituídos pela oposição. É muito difícil você dar sequência a algum tipo de ministério quando um governo de oposição ganha. É impossível? Não, mas não é normal, não é o trivial”, disse o ministro na manhã desta segunda-feira (22) em visita às obras do novo Pronto-Socorro de Cuiabá.

 

Segundo Maggi, a missão agora é preparar o ministério para uma transição tranquila. Maggi está à frente do Ministério desde quando Michel Temer (MDB) assumiu a Presidência da República em março de 2016.

 

“Estamos nos preparando para entregar o ministério no dia 31 de dezembro com todas as informações, do que nós fizemos, mas muito mais do que aquilo que precisa ser feito. Uma passagem pelo ministério não deve se esgotar nesse momento. É um processo de continuidade e que as melhorias são permanentes. Os programas que fizemos lá deve ser todo dia medido. Burocracia é igual unha, cresce toda semana”.

 

Maggi comentou ainda sobre a proposta de Jair Bolsonaro de fundir os Ministérios da Agricultura com o do Meio Ambiente. “Eu não teria condições de coordenar dois ministérios tão grandes e, de certa forma, em alguns momentos, antagônicos. Porém, as suas políticas devem ser comuns no final (...) Acho muito complicado. Precisa ser revisto”, disse.

 

Nos bastidores a presença de Maggi na gestão de Bolsonaro chegou a ser ventilada. Contudo, o presidenciável deve indicar o ruralista Luiz Antonio Nabhan caso seja eleito presidente. (Colaborou Pablo Rodrigo)

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

Enquete

51% dos brasileiros têm medo da polícia

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 16/12/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,95 0,50%

Algodão R$ 93,04 -0,63%

Boi a Vista R$ 126,81 -2,27%

Soja Disponível R$ 59,00 -1,67%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.