Publicidade

Cuiabá, Domingo 12/07/2020

Política de MT - A | + A

diz emanuel 01.06.2020 | 19h12

'Mauro tenta viabilizar candidato inexistente'

Facebook Print google plus

Assessoria

Assessoria

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) afirmou que o governador Mauro Mendes (DEM) cria fatos para viabilizar candidatura ainda inexistente à Prefeitura de Cuiabá. Dando a entender que o democrata estaria trabalhando para viabilizar à candidatura do secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo (DEM), ao comando do Palácio Alencastro. 

 

Emanuel negou que esteja tentando colher politicamente os frutos da pandemia do novo coronavírus. Disse que nem sabe se será candidato à reeleição e que sua missão é salvar Cuiabá dos estragos que podem ser provocados pela covid-19. "O meu adversário eu já escolhi, é combater a covid-19", disse o prefeito em entrevista ao programa Tribuna, da rádio Vila Real 98.1 FM. 

 

Segundo ele, ao invés de ficar brigando, o governador Mauro Mendes deveria ter a postura de conversar com os prefeitos e ter uma coordenação do enfrentamento à pandemia no estado. Disse que a situação da covid-19 só não é pior por conta das medidas de isolamento social, que implicaram no fechamento dos estabelecimentos comerciais, adotadas pela Capital.

 

Leia também - Prefeitura gasta R$ 9,5 milhões para combate à pandemia na Capital

 

"É muita irresponsabilidade, é muita má-fé (dizer que Cuiabá está fechando 40 leitos). Por isso estou entrando com uma ação de contravensão penal, ele como a maior autoridade do estado deveria pregar à harmonia, reponsabilidade e calma social", declarou. 

 

O prefeito acusa o governador de propagar 'fake news' e destaca que no mesmo dia que ele recebeu R$ 40 milhões o Estado também recebeu e ele poderia questionar de que forma esse dinheiro está sendo gasto. Ainda atacou o governador por ter feito a ampliação do Hospital Metropolitado. Segundo o prefeito, o hospital poder ser igual ao Hospital Estadual Santa Casa, "fantasma" e sem fazer atendimentos à população. 

 

Quanto ao fechamento de leitos de UTI, o prefeito disse que recebeu a cidade da administração Mauro Mendes em 2017 com 70 leitos e a cidade já conta com 90 leitos e alegou que Mauro quer o fechamento de leitos para outras doenças e prefeito disse que não fará isso. "Cuiabá carrega a saúde do estado nas costas", disse.  

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

parasita - 01/06/2020

O secretário de saúde do estado é incoerente, diz para ficar em isolamento, mas está executando obras de reformas na sede da secretaria de saúde, que fica aberta das 7:00h às 19:00, gerando grande aglomeração, e os servidores impedidos de tirarem férias ou licença que tem direito, e o sindicado dos servidores está omisso. O secretário estava guardando várias ambulâncias no estacionamento, só esperando a definição das eleições para fazer a distribuição, e começar a campanha, mas elas já foram retiradas, provavelmente já definiram.

1 comentários

1 de 1

Enquete

Você acredita na eficácia das barreiras sanitárias implantadas em Cuiabá?

Parcial

Edição digital

Domingo, 12/07/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,00 1,60%

Algodão R$ 94,26 1,35%

Boi a Vista R$ 132,00 0,00%

Soja Disponível R$ 72,20 0,84%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.