Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 10/08/2020

Política de MT - A | + A

PARA QUITAR O 13º 09.12.2019 | 12h03

Mendes assina carta que pede para Bolsonaro antecipar recursos do pré-sal

Facebook Print google plus

Marcos Corrêa/PR

Marcos Corrêa/PR

O governador Mauro Mendes (DEM) assinou um pedido do Fórum Nacional de governadores para que o presidente Jair Bolsonaro antecipe R$ 5,3 bilhões aos Estados para que possam efetuar o pagamento do 13º salário dos servidores públicos estaduais.

 

A informação é do coordenador do Fórum, governador de Brasília, Ibaneis Rocha (MDB). "O governador Mauro Mendes se posicionou a favor do pedido", disse ao

 

Leia também - STF investiga Neri Geller por suposto esquema de compra de voto

 

O adiantamento pretendido pelos governadores é referentes aos recursos provenientes do megaleilão do pré-sal. Mato Grosso tem direito a R$ 322,4 milhões dos R$ 69,96 bilhões arrecadados pelo governo federal. De acordo com as informações do Estadão, a carta alega que "é de inestimável relevância para o pagamento do 13º salário dos servidores dos Estados", diz trecho da reportagem publicada nesta segunda-feira (9).

 

O Estadão ainda explica que os governadores solicitam que parte desse recurso seja repassado entre os dias 10 e 20 de dezembro, data limite para se quitar o 13º salário dos servidores. 

 

Vários estados têm enfrentado dificuldades para pagar salários e 13º nos últimos anos. O governador Mauro Mendes chegou a determinar o parcelamento do 13º de 2018, mesmo antes de assumir o cargo, devido a crise fiscal deixada pelo ex-governador Pedro Taques (PSDB). 

 

Ao Estadão, O Fórum dos Governadores disse que o pedido tem apoio da maioria dos 27 governadores. "O órgão ainda alegou que a antecipação não é determinante para garantir o pagamento de servidores estaduais, mas que traz um 'alívio' para fechar as contas do ano", diz outro trecho da reportagem. O Ministério da Economia ainda está analisando o pedido, já que a previsão do repasse era o dia 27 de dezembro.

 

O pagamento do 13º salário em Mato Grosso ainda não foi definida pelo governo Mendes. O Estado tem realizado várias negociações através do Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira) para tentar cumprir a data limite de 20 dezembro. Os salários do servidores serão pagos em parcela única nesta terça-feira (10).

 

Recursos do Pré Sal

Para a divisão de R$ 5,3 bilhões aos municípios, a União usará o critério de distribuição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), o mesmo critério adotado pelo Fundo de Participação dos Estados (FPE).  Dos R$ 70 bilhões arrecadados, R$ 34,6 bilhões serão pagos à Petrobrás. O restante será dividido da seguinte forma: 15% aos estados e Distrito Federal; 15% aos municípios e 3% ao Rio de Janeiro, onde estão as jazidas.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Toda a polêmica envolvendo a morte da adolescente é por dúvida se o tiro foi acidental?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 10/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,10 -0,25%

Algodão R$ 93,44 0,46%

Boi a Vista R$ 132,53 -0,73%

Soja Disponível R$ 66,40 -1,34%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.