Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 21/02/2020

Política de MT - A | + A

VELHA POLÊMICA 26.01.2020 | 15h30

Mendes cobra pressão de Fórum Sindical para diminuir duodécimo dos Poderes

Facebook Print google plus

Mayke Toscano/Secom-MT

Mayke Toscano/Secom-MT

O governador Mauro Mendes (DEM) jogou a responsabilidade dos valores dos duodécimos dos demais Poderes e órgãos - Tribunal de Justiça (TJ), Assembleia Legislativa (AL), Ministério Público (MP), Tribunal de Contas do Estado (TCE) e Defensoria Pública - nas mãos dos 24 deputados estaduais. Para o chefe do Executivo estadual, o Fórum Sindical deve cobrar os parlamentares para a redução dos valores. 

 

Questionado sobre a possibilidade de reduzir o orçamento dos Poderes, Mendes disse que não teria poder para fazer isso e que quem poderia mexer nestes orçamentos seria à Assembleia. 

 

Leia também - Secretário acusa setores de aumentarem preços além do reajuste do ICMS

 

"Eu não sou governador com poderes supremos. Eu não tenho esse poder para mexer nos demais Poderes. Quem faz isso é a Assembleia e quem escolhe os 24 deputados é a própria população", disse o governador durante entrevista ao programa Tribuna, da rádio Vila Real FM. 

 

A resposta de Mendes ocorreu após o sindicalista Oscarlino Alves, que é um dos membros do Fórum Sindical, ter questionado o fato dos Poderes não contribuírem com os cortes, sobrando assim apenas para os servidores públicos e os setores produtivos do Estado. 

 

"Cadê o Fórum Sindical para pressionar a Assembleia a não mexer no orçamento do Estado? Por que vocês não pressionam os demais Poderes. Vocês só pressionam o que é do seu interesse. Pressionam apenas para beneficiar os servidores", respondeu Mauro Mendes. 

 

A Lei Orçamentária Anual (LOA) 2020 foi aprovada no dia 9 de janeiro no valor de R$ 20,3 bilhões e despesa de R$ 20,9 bilhões. Com isso, déficit de R$ 572,4 milhões é previsto. Já o duodécimo da Assembleia ficou em R$ 548 milhões, o Tribunal de Contas R$ 365,8 milhões, o Tribunal de Justiça 1,5 bilhão, a Unemat R$ 421,2 milhões, a Defensoria R$ 147,1 milhões e o Ministério Público de Mato Grosso R$ 492,3 milhões.  

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

joao - 27/01/2020

Ele está de joelho frente aos poderes. Ele não tem peito de diminuir os repasses dos poderes. Quem não que ter o judiciário e assembleia legislativa ao seu lado? Contra os servidores do executivo, principalmente da educação não tem dó. Governo de um mandato só. O troco virá.

Everaldo Fabiano Kayser - 26/01/2020

caro governador. Querer repassar a cobrança para o fórum sindical é hipocrisia de sua parte.Quando vc quis tirar o RGA dos funcionários vc mesmo fez a articulação politica com os deputados. Mas mexer com "coitados" é fácil.quero ver ter coragem de baixar duodécimos de poderes legislativo judiciario tribunal de contas etc. Não terá mais votos de funcionários públicos e familiares.

Everaldo - 26/01/2020

Caro Governador!! Quando vc quiz tirar o RGA dos funcionários do executivo vc mesmo fez a articulação com os deputados, porque agora quer jogar para o fórum sindical fazer pressão nos deputados para votarem as diminuição do Duodécimo dos poderes!! Isso chama-se rabo preso !! Vergonha , tirar dos miseráveis é fácil, mas mexer com juízes deputados, conselheiros desembargadores vc não quer. Não terá mais votos de funcionário público e seus familiares!!

Everaldo - 26/01/2020

Caro governador!! Não jogue a responsabilidade de redução do duodécimo dos poderes para o fórum sindical, dizendo que o mesmo precisa preciosas seus deputados, quando foi para tirar o RGA dos funcionários do executivo o Sr mesmo foi até os deputados e fez a articulação. Acredito que todos vocês tem medo de mexer com o tribunal de justiça, assembleia legislativa e TCE, devem ter rabo preso.

João - 26/01/2020

O único dos “poderes” que não tem sobra é a defensoria. Do resto aí pode cortar uns 20% tranquilamente.

5 comentários

1 de 1

Enquete

Como você aproveita os dias de Carnaval?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 21/02/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,05 1,52%

Algodão R$ 90,72 0,55%

Boi a Vista R$ 137,50 -0,09%

Soja Disponível R$ 62,40 0,32%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.