Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 28/02/2020

Política de MT - A | + A

Deu em A Gazeta 21.01.2020 | 09h09

MP faz nova denúncia contra Silval e mais 7

Facebook Print google plus

Chico Ferreira

Chico Ferreira

Silval Barbosa / Fórum de Cuiabá

O Ministério Público de Mato Grosso ofereceu denúncia contra o ex-governador Silval Barbosa, o ex-secretário Pedro Nadaf, o empresário Valdir Piran e mais 5 pessoas por desvios de R$ 7,967 milhões em contratos para aquisição de software junto ao Centro de Processamento de Dados do Estado (Cepromat), atual Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI).

Todos deverão responder pelos crimes de corrupção ativa e passiva, peculato e lavagem de dinheiro. A ação do MP tem conexão com a Operação Quadro Negro, da Delegacia de Combate à Corrupção (Deccor).

 

A ação assinada pelo promotor de Justiça Sérgio Silva da Costa tem por base a auditoria da Controladoria Geral do Estado (CGE), de 2015, que detectou falta de execução de serviços em dois contratos firmados com a empresa Avançar Tecnologia Ltda.

 

Os recursos foram disponibilizados para a contratação de “empresa especializada no fornecimento de licença de uso de softwares educacionais, incluindo a customização, mídias de instalação, capacitação aos professores, manutenção e acompanhamento técnico pedagógico para utilização nas escolas do estado de Mato Grosso”, diz trecho da investigação.

Porém, apenas parte do material foi entregue, mas era inútil, pois eram piratas ou traziam conteúdo que não serviam à educação de Mato Grosso.

 

Também foram denunciados o ex-presidente do Cepromat, Wilson Celso Teixeira, o ‘Dentinho’, o ex-secretário adjunto de Administração Sistêmica da Seduc, Francisvaldo Pereira de Assunção, o ex-diretor do Cepromat, Djalma Souza Soares, o fiscal de contratos, Edevamilton de Lima Oliveira, e Weydson Soares Fonteles, sócio da Avançar.

 

Além da auditoria da CGE, Silval e Nadaf, que são colaboradores premiados da Operação Ararath, já haviam revelado que o objetivo do contrato era para quitar dívidas que o ex-governador Silval Barbosa e seu grupo político tinha com os empresários Valdir Piran e Marilena Ribeiro. Segundo os delatores, teria sido Piran quem propôs o contrato entre o Estado e a empresa Avançar Tecnologia ao então governador Silval Barbosa e o seu secretário, Pedro Nadaf.

 

O objetivo era receber parte da dívida que o exgovernador e seu grupo tinha, por conta dos empréstimos para financiamento de campanha, descobertos na Ararath, da Polícia Federal.

 

Silval conta que durante uma reunião no gabinete da Casa Civil com as presenças de Valdir Piran, Weidson e Pedro Nadaf, onde teriam acertado sobre a contratação da empresa, “tendo na ocasião o empresário Weidson concordando em repassar o valor correspondente a 50% do valor do contrato, ou seja, de aproximadamente R$ 5 milhões devendo assim realizar uma devolução de RS 2,5 milhões”, diz trecho do depoimento Ex-governador Silval receberá os benefícios relativos à delação premiada firmada com a Justiça do ex-governador.

 

Outro lado
Até o fechamento da edição do Jornal A Gazeta, às 21 horas, a reportagem não conseguiu localizar a defesa de nenhum dos denunciados.

 

Leia mais notícias sobre Política de MT na edição do Jornal A Gazeta

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Número de delações premiadas significa que MT está sendo passado a limpo?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 28/02/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 23,80 -0,83%

Algodão R$ 92,06 -0,04%

Boi a Vista R$ 129,81 0,32%

Soja Disponível R$ 75,00 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.