Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 02/12/2020

Política de MT - A | + A

JUDICIALIZAÇÃO DA CAMPANHA 27.10.2020 | 08h59

MPE diz que Emanuel agiu de 'má-fé' e pede condenação

Facebook Print google plus

João Vieira

João Vieira

O Ministério Público Eleitoral (MPE) quer a condenação do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) por litigância de má-fé, por ter solicitado a cassação da chapa de Abílio Júnior (Pode) sem provas de irregularidades na campanha. De acordo com o promotor de Justiça Roberto Turin, Emanuel teria apresentado nos autos fotos e vídeos para provar que Abílio e seu vice, Felipe Wellaton (Cidadania), estariam usando as dependências da Câmara de Cuiabá para realizar um "adesivaço".  

 

Porém, as provas apresentadas não contém "elementos capazes de consubstanciar a argumentação de utilização das dependências do Poder Legislativo, além de que o fato ocorreu no domingo, dia em que não é expediente, sabendo, assim, estar deduzindo pretensão contra fato incontroverso".  

 

Leia também - MP quer Ledur condenada e fora do Corpo de Bombeiros

 

"Posto que vislumbro a má-fé do Representante, por deduzir pretensão contra texto expresso de lei e fato incontroverso", diz trecho do parecer apresentado na segunda-feira (26).  

 

Caso a Justiça Eleitoral acate o parecer do Ministério Público Eleitoral, Emanuel Pinheiro poderá ser condenado a pagar multa que varia de R$ 5 mil a R$ 100 mil.  

 

Emanuel Pinheiro ingressou com o pedido impugnação da chapa oposicionista no início de outubro, alegando que Abílio estaria pedindo votos no Parlamento da Capital, o que seria vedado pela Justiça Eleitoral, por “equilíbrio de igualdade entre os candidatos”.   

 

Emanuel já havia pedido a impugnação da chapa de Abílio alegando que o mesmo estaria fazendo campanha eleitoral dentro de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Esta ação ainda não foi concluída.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

CALEB SANTIAGO DE BRITO - 27/10/2020

ESSE EMANUEL TA TOTALMENTE PERDIDO E DESESPERADO, VOCÊ NÃO E DONO DA PREFEITURA, SEU MANDATO JA ACABOU. PRECISAMOS DE GENTE DIFERENTE,SUAS OBRAS FORAM FEITAS GRAÇAS A DEUS E AOS IMPOSTOS DOS CIDADÃES.

1 comentários

1 de 1

Enquete

Com o resultado da eleição, você acredita em uma Cuiabá melhor a partir de 2021

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 02/12/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 60,50 -0,82%

Algodão R$ 127,85 0,33%

Boi à vista R$ 254,60 0,64%

Soja Disponível R$ 154,50 0,32%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.