Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 13/12/2019

Política de MT - A | + A

deficit 01.11.2019 | 09h25

MT Prev não tem patrimônio imobiliário, aponta CPI da Previdência

Facebook Print google plus

Otmar de Oliveira

Otmar de Oliveira

A oitiva da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a Previdência estadual, o MT Prev, trouxe a informação de que a autarquia não possui patrimônio imobiliário, diferente do que foi divulgado nos últimos anos.

 

Na reunião realizada na quinta-feira (31) foi ouvido o gerente do Projeto Imóveis, da Secretaria de Planejamento de Gestão (Seplag), Ronaldo Campos Fraga, e o ex-presidente do Instituo de Previdência de Mato Grosso (Ipemat), Ronaldo Taveira.

 

Quando foi feita a transição do Fundo Previdênciário de Mato Grosso (FunPrev) para o Mato Grosso Previdência (MT Prev), estavam registrados como patrimônio da Previdência estadual 364 imóveis, que estavam avaliados em R$ 14 bilhões. No entnato, esses imóveis não pertenciam mais ao governo ou estavam ocupados por órgãos públicos, o que não foi informado na época.

 

Leia também - Governo entrega MT-010 e diz ter R$ 130 milhões em caixa

 

Entre os imóveis que deixaram de ser patrimônio da Previdência Estadial está o terreno do Grande Templo, na avenida do CPA, que foi doado para a igreja.

 

“Quando assumi a presidência do MT Prev procuramos identificar esses imóveis, mas não havia nada, então determinei que fossem excluídos do balanço patrimonial”, explicou Ronaldo Taveira.

 

O Projeto Imóveis foi criado pelo governo justamente para identificar o total do patrimônio imobiliário do Estado. Segundo Ronaldo Fraga, no começo dos trabalhos, constavam 8 mil imóveis do Estado, porém, durante a checagem, foi constatado que quase 5 mil destes são áreas de loteamentos ou programas de habitação popular, ou seja, não são mais do Estado.

“O trabalho de levantamento imobiliário ainda está em curso – agora, todas as secretarias estão fazendo seus próprios cadastros patrimoniais e tudo será consolidado pela Seplag no balanço patrimonial do Estado”, informou Fraga.

 

Para as próximas reuniões da CPI da Previdência estão previstas as oitivas com o ex-presidente do MT Saúde, Yuri Bastos Jorge, o ex-presidente do MT Prev, Ellinton Oliveira de Souza, e o ex-servidor do Ipemat, Jair Monteiro dos Santos. (Com informações da assessoria)

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

Enquete

Qual sua opinião sobre a propaganda partidária em rádio e TV?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 13/12/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,80 0,24%

Algodão R$ 92,92 -0,39%

Boi a Vista R$ 136,00 0,51%

Soja Disponível R$ 78,00 -1,89%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.