Publicidade

Cuiabá, Domingo 29/03/2020

Política de MT - A | + A

reforma 09.02.2020 | 10h59

Oposição ao governo cobra efetividade do Fundo Previdenciário

Facebook Print google plus

Fablicio Rodrigues/ALMT

Fablicio Rodrigues/ALMT

O governo está próximo de enviar a segunda parte da reforma da Previdência para ser apreciada pela Assembleia Legislativa. Entre as novidades, estará a instituição de idade mínima de 60 anos para mulher e 62 anos para homem. Entretanto, a oposição quer que o governo use medidas que garantam sustentabilidade da Previdência dos servidores. O deputado Lúdio Cabral (PT) disse que a oposição vai cobrar que o fundo previdenciário seja verdadeiramente instituído.

 

Lúdio acredita que o governador Mauro Mendes (DEM) tenha uma certa dificuldade em aprovar a reforma da Previdência, em janeiro o texto da primeira parte aprovado foi um substitutivo integral.

 

"Eu acho que se for mantida a correlação de forças de dezembro e janeiro, ele (Mauro) terá muita dificuldade de aprovar essas medidas. Porque o debate central que precisa ser feito, o governador não está fazendo. Ele está simplesmente copiando e reproduzindo as maldades do governo federal", disse.

 

Leia também - Assembleia terá mutirão para votar 30 vetos do governador

 

O deputado aponta maldade que outros governadores não tiveram. Cita, como exemplo, o caso de confiscar o salário de aposentados e pensionistas. "Com a preocupação apenas de fazer caixa, sem buscar aprovar medidas que assegurem a sustentabilidade da previdência. E é esse debate que faremos aqui", destacou.

 

Lúdio disse que vai lutar pela efetividade do fundo e por novos recursos para a Previdência. "Queremos medidas que deem sustentabilidade à previdência. Que o fundo previdenciário seja instituído de verdade, numa conta separada da gestão cotidiana. Uma poupança previdenciária para que os recursos de contribuição dos trabalhadores vão para essa conta, os de contribuição patronal, que deve ser de 28%, vão para essa conta, que outras fontes para financiamento da previdência sejam implementadas. O fundo estadual da dívida ativa, que tem a possibilidade de alocar mais de 40 bilhões de reais na poupança previdenciária", afirmou.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Edição digital

Domingo, 29/03/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22,00 0,46%

Algodão R$ 92,10 -0,21%

Boi a Vista R$ 137,33 0,24%

Soja Disponível R$ 69,20 -0,72%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.