Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 26/05/2020

Política de MT - A | + A

cpi contra Emanuel 02.03.2020 | 18h56

Paulo Prado reage às declarações de Silval; 'Não encaminhou qualquer denúncia'

Facebook Print google plus

João Vieira

João Vieira

O procurador de Justiça Paulo Prado reagiu nesta segunda-feira (02) depois de ter sido mencionado no depoimento do ex-governador Silval Barbosa (sem partido) na Câmara Municipal de Cuiabá. Durante depoimento na CPI que investiga o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), o ex-comandante do Palácio Paiaguás disse que o "Ministério Público sabia da extorsão dos deputados estaduais a gestão". 

 

De fato, Prado revelou que foi confidenciado pelo ex-governador. Entretanto, pediu para formalizar a denúncia, mas isso nunca aconteceu. Prado revela ainda que orientou Silval a gravar as supostas tentativas de extorsão que os deputados estaduais faziam ao governo para não atrapalhar às obras da Copa do Mundo de 2014. 

 

Prado revela que ficou sabendo da extorsão dentro do gabinete do então governador, durante audiência. "Ainda na gestão do ex-governador, durante uma audiência de caráter institucional no Gabinete do Palácio Paiaguás, Silval Barbosa, fugindo da pauta, em determinado momento afirmou que não estava mais suportando as pressões feitas pelos deputados estaduais, que solicitavam pagamento de propina para aprovar projetos de obras para a Copa do 2014 em Cuiabá", conta.

 

Leia também - Silval Barbosa afirma que Ministério Público sabia das extorsões de deputados

 

Disse que em resposta ao gestor, sugeriu que se reunisse com sua assessoria direta e com a área de inteligência do governo do Estado e preparasse uma representação formal detalhada da suposta chantagem que estaria sofrendo. "Inclusive informando os nomes dos parlamentares que exigiam propina. Sugeri também, inclusive, que na condição de vítima, ele poderia gravar as supostas tentativas de extorsão e então encaminhar o material ao Ministério Público Estadual para as devidas providências", disse.

 

Entretanto, conta que o ex-comandante do Palácio Paiaguás nunca formalizou a denúncia. "O senhor Silval Barbosa nunca encaminhou qualquer tipo de documento ao MP para formalizar uma denúncia e solicitar a atuação ministerial", finalizou. 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

A constante troca de ministros pelo presidente Jair Bolsonaro compromete a sua gestão?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 26/05/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,30 -0,73%

Algodão R$ 119,90 0,13%

Boi a Vista R$ 136,00 0,00%

Soja Disponível R$ 66,70 -0,30%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.