Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 25/09/2020

Política de MT - A | + A

PROJEÇÃO NÃO MUDOU 20.07.2020 | 14h45

Prefeito critica juiz que decretou quarentena em Cuiabá e VG

Facebook Print google plus

Assessoria

Assessoria

“Não existe quarentena obrigatória em Cuiabá. O que fechou foi o comércio e os shoppings”, declarou o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB). O gestor criticou a decisão judicial que estendeu a quarentena impositiva por mais 7 dias na capital e Várzea Grande. Para ele, a decisão não impactou em nada as projeções que Cuiabá já tinha para a covid-19.


Leia também -Justiça suspende CPI da Semob após pedido de secretário

 

Para o gestor, seria mais adequado que o Ministério Público Estadual (MPE) e o juiz José Luiz Lindote tivessem conversado com Cuiabá e Várzea Grande para conhecer o estudo técnico elaborado pelas duas cidades quanto a pandemia.


“Não é com canetada do Judiciário que vamos resolver. Faltou conversa”, relata.


A decisão pela quarenta obrigatória já foi prorrogada por algumas vezes e o último prazo para fechamento das atividades consideradas não essenciais vai até 23 de julho.


Na decisão do juiz Luiz Lindote, ele pontua que os prefeitos de Cuiabá e Várzea Grande, mesmo diante da gravidade da situação, não prorrogaram a quarentena obrigatório o que lhe permite decidir sobre o assunto.


Pinheiro pontua que a abertura do comércio não impacta no avanço da doença. Garante que com as medidas de segurança, o cidadão está tão seguro no trabalho, quanto em casa. Afirma que antecipou o toque de recolher na cidade para tentar fazer com que as pessoas fiquem em casa, isso sim, segundo ele, faz efeito no controle da doença. Pessoas não podem circular na cidade entre 20h até às 5h , exceto para trabalhar ou emergência.

 

Sem fila em UTI
Durante a entrevista coletiva, o gestor garantiu que desde sexta-feira (17) não há fila nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) em Cuiabá. Que todos os pacientes foram encaminhados para leitos e que há vagas.


A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) foi procurada, mas não informou quantas vagas estão disponíveis e em quais hospitais.
A coordenadora da Central de Regulação, Elaine Souza, informou que a fila é flutuante e que a espera varia a cada dia.


“Esperamos que não aconteça, mas pode ser que algum paciente que esteja em enfermaria rebaixe e precise de UTI. O importante é que agora temos leitos disponíveis e esperamos que esses leitos atendam à demanda que possamos vir a ter”, informou.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Onze candidatos disputam o Senado, você acha que o número amplia o leque de propostas ou mostra a desunião da classe política?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 24/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,55 -3,22%

Algodão R$ 89,69 -0,34%

Boi a Vista R$ 132,55 -0,58%

Soja Disponível R$ 59,37 -1,64%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.