Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 21/09/2020

Política de MT - A | + A

pandemia 20.07.2020 | 08h37

Prefeito e governador preferiram trocar acusações e esqueceram população, acusa deputado

Facebook Print google plus

Montagem/Gazeta Digital

Montagem/Gazeta Digital

Recuperado da covid-19 depois de ter ido parar no hospital, o deputado Faissal Calil (PV) lamentou o tempo perdido pelo governador Mauro Mendes e o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), que "preferiram trocar acusações publicamente e esqueceram da população". Segundo ele, em vez de adotar medidas para o aumento da rede de atendimento e melhoria dos estabelecimento de saúde, os dois preferiram continuar a guerra de retórica que os dois começaram em 2017. 

 

O parlamentar falou sobre o assunto na última sessão extraordinária realizada na quinta-feira (16). O deputado ainda acusou os gestores de esquecerem da população. Segundo ele, a população de Mato Grosso não tem acesso a teste e a medicação no estado. Destacou que fala com propriedade já que visitou unidades de atendimento em Cuiabá. 

 

Leia também - Em live, Emanuel anuncia mais 20 leitos de UTIs em Cuiabá

 

"Preferiram trocar acusações publicamente e esqueceram da população", disse lembrando que em março fez indicação ao governo para montar hospitais de campanha, mas que não foi atendido. Inclusive, disse que foi criticado por servidores da Secretaria de Cultura Esporte e Lazer (Secel) por querer transformar a Arena Pantanal em depósito de doentes. Entre as indicações que fez ao Executivo para o combate à pandemia estão a adoção de telemedicina e a validação de diplomas de médicos formados em outros países por causa da falta de profissionais, porém, ambas as solicitações não foram atendidas.

 

Para o parlamentar, falta diálogo da classe política para enfrentar o novo coronavírus, lembrou que o bom político é aquele que esculta a voz que vem das ruas. "Nós temos que ter esse diálogo, nós temos que ter sororidade, nós não temos, no momento que mais precisamos. 

 

Com o agravamento da pandemia no estado, em julho o governo e a prefeitura da cidade estã abrindo novos leitos. Os entes prometem um aumento de 120 leitos de UTI em Cuiabá e Várzea Grande para atendimento de casos da covid-19. 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

ILDO PEREIRA - 20/07/2020

CARO DEPUTADO A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA TAMBEM TEM O PODER DE EXIGIR QUE SE FAÇA E CUMPLA LEIS, VOCES NAO FIZERAM NADA PARA AJUDAR A POPULAÇAO QUE ESTA MORRENDO SEM ATENDIMENTO MEDICO, MESMO TENDO MUITO DINHEIRO QUE O GOVERNO FEDERAL MANDOU, ALIAS SOMENTE O GOVERNO FEDERAL FEZ SUA PARTE ATE AGORA, AINDA DA TEMPO DEPUTADO, VAMOS AJUDAR SALVAR VIDAS.

1 comentários

1 de 1

Enquete

Onze candidatos disputam o Senado, você acha que o número amplia o leque de propostas ou mostra a desunião da classe política?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 21/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 24,20 -2,81%

Algodão R$ 93,34 -0,50%

Boi a Vista R$ 134,65 0,80%

Soja Disponível R$ 62,20 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.