Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 11/08/2020

Política de MT - A | + A

Contratos de R$ 319 MIL 11.05.2020 | 11h06

Prefeitura paga aluguel de R$ 15,5 mil e não utiliza prédios

Facebook Print google plus

João Vieira

João Vieira

Três contratos de aluguéis da prefeitura de Cuiabá foram alvos de denúncias por parte da oposição ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB). Os contratos assinados entre novembro e dezembro do ano passado custarão R$ 319,9 mil por ano aos cofres públicos. O foi aos imóveis alugados e registrou que nenhum deles ainda está em uso. Dois dos contratos já tiveram prestações pagas. 

João Vieira

Casa Major Gama contrato prefeitura

Imóvel na Major Gama

 

O primeiro contrato é de um imóvel localizado na rua Major Gama, 675, na região central da capital, para funcionamento de um Centro de Atendimento Psicossocial – CAPS 3, para dependentes de álcool e drogas.

 

Leia também - 'Sem VI, trabalho ficará inviável', pede governador ao STF

 

O valor mensal do aluguel é de R$ 11,1 mil. Porém, o prédio ainda passa por reforma. Os vereadores da Oposição Diego Guimarães e Felipe Wellaton, ambos do Cidadania, disseram que denunciarão o contrato no Ministério Público de Mato Grosso.

 

João Vieira

Casa Osmar Cabral contrato prefeitura

Imóvel no bairro Osmar Cabral

O segundo contrato é ligado à Educação. O contrato de locação é para atender a escola municipal Ana Luiza Prado Bastos, que passaria a funcionar na avenida Carlos Addor de Souza, no bairro Osmar Cabral. O valor do aluguel é de R$ 12 mil. A equipe do foi ao local e viu que o prédio está em obra.

 

Mesmo sem utilização, esse prédio, onde ainda não foram instaladas nem mesmo portas e janelas, já foram pagas 4 parcelas das 12 previstas no contrato. 

 

O terceiro contrato é para abrigar a Creche municipal Risoleta Neves. O local é um sobrado localizada na rua Aripuanã, no bairro CPA 2.

João Vieira

Casa CPA 2 contrato prefeitura

Casa no CPA 2

 

Segundo checagem do o prédio está fechado e com várias caixas de brinquedo na área aberta. O contrato é de R$ 42 mil por ano, com valor mensal de R$ 3,5 mil, dos quais 4 parcelas foram pagas.

 

Outro lado
Procurada pelo a assessoria da prefeitura de Cuiabá informou que ainda não realizou nenhuma parcela do aluguel referente ao prédio alugado que deveria funcionar o CAPS 3. 

 

Por meio de nota, a secretaria municipal de Saúde disse que os aluguéis só serão pagos  após entrega das chaves - que acontecerá após a conclusão da reforma que, conforme descrito acima, está sendo realizada pelo proprietário. "Não existe necessidade de formalizar novo contrato uma vez que tudo já está devidamente formalizado legalmente. E cabe destacar que as adequações já estão em fase de finalização e aproximadamente em 30 dias dará lugar ao primeiro CAPs AD 24 horas do Estado", finaliza a nota.

 

Já em relação aos outros dois contratos, o secretário municipal de Educação Alex Vieira, informou a casa, onde funcionará a Creche, e o prédio, ainda passam por reformas de acessibilidade. "A Casa já está pronta, mas não mudamos ainda por causa da pandemia. Já o outro prédio ainda está em obra", disse.

 

Vieira explica que o pagamento dos aluguéis foram feitos porque os dois imóveis estão passando por reformas para atender a população. Ele alega que os aluguéis dos imóveis são necessários porque o Estado estaria proibido de alugar salas anexas.  

 

O secretário também afirma que os alugueís foram renegociados e os próximos pagamentos estão suspensos até que se reotrne as aulas. "Nós renegociamos inclusive o valor destes aluguéis e a suspensão dos pagamentos porque não está tendo aulas nas creches e nas escolas", completa

 

Confira os contratos

Reprodução

Contrato

 

Reprodução

Contrato

 

Reprodução

Contrato

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

ILDO PEREIRA - 11/05/2020

UMA VERGONHA, ISSO E JOGAR DINHEIRO PUBLICO FORA, IMPROBLIDADE ADMINISTRATIVA, CABE INVESTIGAÇAO E AFASTAMENTO DOS ENVOLVIDOS.

1 comentários

1 de 1

Enquete

Toda a polêmica envolvendo a morte da adolescente é por dúvida se o tiro foi acidental?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 11/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22,30 -0,67%

Algodão R$ 93,54 -1,51%

Boi a Vista R$ 133,87 -0,84%

Soja Disponível R$ 64,90 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.