Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 22/10/2019

Política de MT - A | + A

Barra do Garças 16.09.2019 | 09h56

Projeto que proíbe ruas com nomes de pessoas condenadas causa polêmica em MT

Facebook Print google plus

Divulgação

Divulgação

Um projeto de lei tem agitado a Câmara de Vereadores de Barra do Garças (509 km a leste de Cuiabá) e volta à pauta na sessão desta segunda-feira (16). De autoria do vereador Alex Mattos (PRB), o projeto proíbe que prédios e ruas públicas recebam nomes de pessoas condenadas em segunda instância.

 

Segundo o autor da proposta, o projeto segue o modelo da lei que está em vigor no Estado desde 2015. Nesse mesmo ano a prefeitura de Cuiabá também sancionou medida semelhante, que previa inclusive a renomeação de logradouros públicos.

“Temos exemplos em Mato Grosso de vários prédios e logradouros públicos que tinham o nome de Filinto Müller e já foram retirados nomes, porque comprovadamente foi personagem da história que não deu bons exemplos no relacionamento humano”, explicou Mattos.

 

Leia também - Vereador cobra fraldários nos órgãos públicos municipais

 

Filinto é apontado por alguns historiadores como um político que não só serviu a 4 ditadores, mas que também participou ativamente de torturas e mortes de adversários políticos. Uma das versões de sua história é contada no livro "O Homem Mais Perigoso do País", do americano R.S. Rose.

 

Na Câmara os vereadores se dividem sobre a proposta que volta à pauta na sessão desta segunda. Jaime Rodrigues (MDB) está entre os que apoiam Mattos. “Sou a favor do projeto, a homenagem tem que ser feita para pessoa idônea, que não tenha sido condenada. Ele voltando em pauta, vou votar a favor”.

 

Já para os que não concordam com o projeto, alegam que a aprovação causaria constrangimentos na Câmara. “É uma coisa muito delicada. O vereador faz indicação e tem que pedir histórico criminal. Fica muito chato”, argumentou Pebinha (PDT).

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

Qual sua opinião sobre o comportamento do governo federal frente ao derramamento de óleo no Nordeste?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 22/10/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,55 -2,38%

Algodão R$ 91,88 0,23%

Boi a Vista R$ 135,67 0,00%

Soja Disponível R$ 64,50 -0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.