Publicidade

Cuiabá, Sábado 19/10/2019

Política de MT - A | + A

ALERTA DO GOVERNO 21.05.2019 | 09h16

Receita cai, estoura LRF e servidores DAS e efetivos devem ser exonerados em MT

Facebook Print google plus

Otmar de Oliveira

Otmar de Oliveira

A receita tributária de Mato Grosso e as transferências correntes oriundas da União tiveram frustração, ocasionando uma arrecadação do Estado menor do que a prevista para o primeiro quadrimestre do ano de 2019.

 

Uma das consequências foi ultrapassar o limite permitido para o gasto com pessoal, previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal (TRF), atingindo o patamar de 61,72%.

 

Mesmo com os cortes no número de servidores comissionados, funções gratificadas e contratadas, com uma redução de R$ 413 milhões, que representou uma economia de 11,9%, comparado ao previsto para ser gasto em 2019 na Lei Orçamentária Anual (LOA) - previsão era de R$ 3,9 bilhões e foi gasto R$ 3.487,70 bilhões -, o Estado estourou não só o limite previsto em Lei para o gasto com pessoal do Executivo, mas para o pagamento de salário de todos os funcionários públicos dos Poderes de Mato Grosso.

 

Leia também - Fávero fecha acordo com Mendes para sanção de projeto

 

Caso o governo não retorne aos limites previstos em Lei, ou seja, 60% da Receita Corrente Líquida, poderão ser tomadas medidas como demissão de 20% dos servidores comissionados (DAS) e, se mesmo assim não houver surtido efeito, poderão ocorrer demissões de servidores efetivos.

 

De acordo com os dados da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), estava previsto na LOA que o Estado teria uma arrecadação de R$ 7.225,5 bilhões, nos primeiros quatro meses do ano, contudo esse valor foi de R$ 7.194,2 bilhões.

 

Na transferência de recursos de origem federal, os valores foram enviados a menor para o Estado. A previsão era de uma arrecadação de R$ 1.716,7 bilhão, e foi repassada a quantia de R$ 1.543,2, uma frustração de receita de 10,1%.

 

Dentro desse valor, estava previsto o repasse de R$ 250 milhões para o Sistema Único de Saúde (SUS) e foi transferido pela União apenas a quantia de R$ 68,1 milhões, uma redução de 72,8%.

 

Na arrecadação interna de Mato Grosso, estava previsto que em Imposto Sobre Circulação de Mercadoria e Serviços (ICMS) seria arrecadado a quantia de R$ 3.412,9 bilhões, mas o valor que entrou nos cofres públicos foi menor, R$ 3.310,9 bilhões, uma redução de 3%.

 

A arrecadação superou as expectativas no que diz respeito ao Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores (IPVA). A previsão inicial era de uma arrecadação de R$ 378 milhões e foi concretizada uma arrecadação de R$ 415 milhões.

 

Contudo, nas demais receitas, Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCD) e Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) foi computado uma queda de, respectivamente, 8,7% e 24,9%.

(Com informações da assessoria)

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Manoel Cuiabano - 21/05/2019

Matéria mentirosa, a arrecadação do ICMS até abril 2019 cresceu 7,48, IPVA 24,67, esta vindo aumento de energia de 50% e 33,3%, combustivel sobre toda semana esses aumento achatm o poder de compra da população e aumenta a arrecadação, não ha crise há terrorismo de politico sem competencia administrativa.

João Batista de Lima - 21/05/2019

Constituição Federal diz que o servidor público só perderá o cargo em virtude de sentença transitada em julgada, Processo Administrativo disciplinar ou Avaliação Anual de Desempenho.

Evelyn - 21/05/2019

Estourou ao conceder reajustes (por conveniência) aos poderes legislativo e judiciário, então que o governo seja coerente fazendo os "cortes " por lá. #tamodeolho

3 comentários

1 de 1

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

O governo tem um ministro condenado, três denunciados e dois investigados. Está na hora de fazer trocas?

Parcial

Edição digital

Sábado, 19/10/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 24,10 1,26%

Algodão R$ 92,43 -1,01%

Boi a Vista R$ 137,00 -0,72%

Soja Disponível R$ 75,05 0,07%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.