Publicidade

Cuiabá, Sábado 31/10/2020

Política de MT - A | + A

R$ 15 mil 27.08.2020 | 14h06

STF nega recurso e mantém suspensa pensão de Carlos Bezerra

Facebook Print google plus

João Vieira

João Vieira

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, negou uma reclamação do deputado federal Carlos Bezerra (MDB) contra o governo do Estado para restabelecer sua pensão vitalícia de ex-governador. Com isso, Bezerra segue sem receber os R$ 15 mil mensais do benefício.  

 

Em sua decisão, Lewandowski acatou os argumentos da Procuradoria Geral da República (PGR) e negou que a suspensão do pagamento da pensão estaria em desacordo com a decisão da própria Suprema Corte na ação que declarou inconstitucional a lei que estabeleceu o fim das pensões a ex-governadores em Mato Grosso, mantendo o direito adquirido dos que foram beneficiados antes da decisão.  

 

"Assim, como bem observado pelo parecer ministerial e ao contrário do que defende o reclamante, o referido julgado apenas reafirmou a jurisprudência pacífica desta Corte no sentido de que o princípio do direito adquirido não pode ser invocado para albergar situações ofensivas ao texto constitucional, que alberga os princípios federativo, republicano, da impessoalidade, da moralidade e da igualdade", diz trecho da decisão de 25 de agosto.  

 

Leia também - TJ decide sobre reeleição de seu presidente nesta quinta-feira

 

O ministro ainda afirma que a declaração sobre a não autorização da continuidade de pagamento teve alcance amplo, "abarcando inclusive a situação jurídica do reclamante, sendo ressalvada apenas a desnecessidade de devolução de valores já recebidos até a data fixada no aresto".  

 

"Em suma, seja por defender tese jurídica em manifesto desacordo com o que decidido na referida ação direta de inconstitucionalidade, seja por não estar atendido o requisito processual da pertinência estrita, impõe-se a negativa do pedido formulado", finaliza o ministro.  

 

Carlos Bezerra alega que recebe o benefício há mais de 30 anos, o que lhe daria o direito adquirido. Ele foi governador de Mato Grosso entre 1987 e 1990. "Trata-se de um verdadeiro absurdo a interpretação lançada pelo Gestor, o que precisa ser corrigido, sendo restabelecido o provendo irregular e ilegalmente suspenso, sendo pagos os atrasados", argumentou em seu pedido.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Com abertura do comércio, bares, igrejas e retomada de festas, você já retomou à rotina?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 30/10/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 63,20 1,61%

Algodão R$ 129,33 -0,69%

Boi à vista R$ 247,18 0,00%

Soja Disponível R$ 167,25 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.