Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 17/09/2019

Política de MT - A | + A

avaliação de finanças 19.08.2019 | 17h09

Tesouro Nacional baixa nota de Cuiabá que dá capacidade para pagamentos

Facebook Print google plus

OTMAR DE OLIVEIRA

OTMAR DE OLIVEIRA

O novo Boletim de Finanças dos Entes Subnacionais pelo Ministério da Economia, por meio do Tesouro Nacional, aponta que Cuiabá não tem nota suficiente para Capacidade de Pagamento (CPAG). Além disso, o boletim divulgado semana passada informa que a capital mato-grossense diminuiu sua nota final em relação ao ano anterior.

 

Desde 2016, o Tesouro Nacional publica anualmente o Boletim de Finanças dos Entes Subnacionais com o objetivo de aumentar a transparência e de fomentar discussões acerca das finanças dos Estados e Municípios.

 

Leia também - Cuiabá e VG realizam audiência pública sobre futuro do VLT

 

O CAPAG também atua como um parâmetro da União para dar aval de empréstimos para estados e municípios.
Conforme os dados, entre os anos de 2017 e 2018, a nota de Cuiabá permaneceu “B”, um índice considerado bom – o ideal é ser avaliado em “A” e “B”-. Entretanto, em 2019, a capital caiu para C, não estando mais apta para tomar crédito com garantia do Tesouro.

 

Diferentemente dos Estados, as capitais têm a baixa liquidez como causa principal da nota “C”, explica o boletim. Ainda de acordo com os dados, solucionar o problema do caixa de Cuiabá não seria o suficiente, pois o indicador de poupança corrente do município aponta para um elevado comprometimento com despesas correntes.

 

A partir dos três indicadores (endividamento, poupança e liquidez), Cuiabá só não apresenta problemas em relação ao endividamento (31%,56%), obtendo nota “A”. Contudo, a nota caiu em relação à poupança e liquidez, avaliado com 95,62% e 214,52%, respectivamente.

 

Além de Cuiabá, Campo Grande (MS), Macapá (AM), Maceió (AL), Natal (RN) e Rio de Janeiro (RJ) também obtiverem o índice “C”.

 

“Das 11 cidades sem rating para empréstimos com garantia, 9 possuem nota “C” no índice de liquidez. Dado que somente o último exercício é considerado no cálculo desse indicador, a nota pode ser revertida já no próximo ano, caso o ente tenha mais recursos em caixa que obrigações financeiras”, diz trecho do estudo.

 

Confira o estudo 

Galeria de fotos

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

Sobre o aumento de 600% no número de casos de dengue no Brasil é mais correto dizer que:

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 17/09/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,30 -1,08%

Algodão R$ 89,93 0,01%

Boi a Vista R$ 133,25 0,65%

Soja Disponível R$ 65,15 -2,25%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.