Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 14/07/2020

Política de MT - A | + A

Pós-convenção 13.03.2020 | 13h18

'Viúvas de Bolsonaro' tentam atrair eleitores do presidente

Facebook Print google plus

Montagem

Montagem

Sem o apoio oficial do presidente da República, Jair Bolsonaro (Sem partido), 3 candidaturas buscam apoio dos eleitores bolsonaristas em Mato Grosso. O deputado federal José Medeiros (Pode), o deputado estadual Elizeu Nascimento e (DC) o ex-deputado Nilson Leitão (PSDB).

 

As "viúvas" do presidente usaram os seus discursos já como candidatos, para defender as políticas do governo federal, caso sejam eleitos. O vice-líder de Bolsonaro na Câmara Federal, José Medeiros, acredita que terá o apoio do presidente porque defende suas bandeiras, e que o seu apoio a Bolsonaro não é para receber algo em troca.

 

Leia também - Deputados aprovam PEC para obrigar Estado a cumprir Constituição

 

"Não vejo traição ou abandono, pelo contrário. Temos que pensar que estamos construindo um país. Estou contribuindo para o projeto", disse nesta quinta-feira (12) durante a convenção da sigla. Ao

 

Medeiros garante que não se sente frustrado pelo fato de Bolsonaro ter declarado apoio à candidatura da Coronel Fernanda, do Patriotas. "Não existe esse sentimento de verdade. Desde 2013 sigo este caminho que o País apóia", se referindo às manifestações de 2013 que culminaram três anos mais tarde (2016) no impeachment de Dilma Roussef (PT). 

 

Porém, Medeiros defende que os candidatos que apóiam Bolsonaro não se agridem, já que o adversário político seria a candidatura do PT. 

 

"O nosso adversário político é o deputado Valdir Barranco, porque ele representa o projeto que foi derrotado em 2018", afirmou. 

 

Já Nilson Leitão também entrou na briga por apoio do presidente Jair Bolsonaro. “Eu vou sim apoiar o presidente naquilo que o Brasil precisa, naquilo que sonhamos para o Brasil. Quero um país novo, da família respeitada”, afirmou. 

 

Entre os exemplos de apoio ao governo Bolsonaro é o projeto que permite a exploração econômica de reservas indígenas, como defende o presidente. O candidato lembrou que, quando era deputado federal, foi o primeiro e levantar o debate sobre o tema na Câmara, em 2017.

 

Elizeu Nascimento também relembrou que apoiou Bolsonaro em 2018 e que continua apoiando. Mas garante que não usará a imagem do presidente para adquirir voto. Sobre um possível pacto entre os candidatos que defendem Bolsonaro, Elizeu disse que a troca de farpas faz parte da política e que isso poderá favorecer outras candidaturas. 

 

"Mas eu não vou ficar mendigando apoio. Eu vou apresentar as minhas propostas", finaliza. 

 

Porém, para a coronel Fernanda (Patriotas), que tem o apoio oficial de Bolsonaro, defende um pacto de não agressão entre ela e os candidatos "viúvos" do presidente. "É necessário porque tem que ser uma eleição democrática. E essas agressões não ajudará em nada", disse.

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Tom Ubirajara - 14/03/2020

Bando de malandros sob o ponto de vista politico , oportunistas de primeira grandeza

Aroldo Nunes - 14/03/2020

O único que salva ai e Medeiros

DANIELA BERZONI - 13/03/2020

Todos nós, BOLSONARISTAS, com um pouco mais de conhecimento e discernimento para e que consegue separar o joio podre e estragado do trigo, somos GISELA SIMONA! Tiraram uma mulher do senado? VAMOS COLOCAR OUTRA, DA MESMA ESTIRPE, BRIGUENTA PELOS DIREITOS DOS NECESSITADOS!

joao batista de lima - 13/03/2020

É tendencioso chamar os candidatos de viuvas do Presidente da Republica, Bolsonaro já não é bem visto por uma boa parte dos que o elegeram,votei nele e hoje não voto mais nele ou em quem ele apoiar,até o momento o governo só perseguiu os trabalhadores tanto do serviço publico e da iniciativa privada,na realidade uma grande decepção,então nesse ponto de visto não vejo eles como viuvas do Bolsonaro,o momento hoje no país é de descreditabilidade a politica brasileira.

4 comentários

1 de 1

Enquete

Você acredita na eficácia das barreiras sanitárias implantadas em Cuiabá?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 14/07/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 23,25 2,20%

Algodão R$ 98,15 0,17%

Boi a Vista R$ 132,27 -0,74%

Soja Disponível R$ 67,30 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.