Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 30/09/2020

Política Nacional - A | + A

Quebra de decoro 22.11.2019 | 10h19

Câmara vota pedido de cassação do vereador Wellington Magalhães

Facebook Print google plus

Karoline Barreto

Karoline Barreto

A Câmara Municipal de Belo Horizonte decide, nesta sexta-feira (22), se o vereador Wellington Magalhães (DC) terá o mandato cassado ou não. O político é acusado de quebra de decoro, que é quando as ações de um parlamentar afetam a imagem do Legislativo.

 

Leia também - Mato Grosso registra 76 focos de calor em 48 horas

 

A denúncia foi feita pelo também vereador Mateus Simões (Novo), baseada em investigações do Ministério Público e da Polícia Civil que apontam Magalhães como membro de um esquema de desvio de verbas e beneficiário de propinas. Além disso, supostas ameaças que o parlamentar teria feito a colegas de plenário e a um advogado também foram levadas em consideração.

 

Uma comissão processante foi formada para avaliar a denúncia e, nesta terça-feira (19), o grupo concluiu que há argumentos suficientes para decretar o fim do mandato de Wellington Magalhães. A comissão apresentou seis argumentos:

 
 

1) Ação de improbidade administrativa que investiga o recebimento de R$ 1,8 milhão em propina
2) Uso de tornozeleira eletrônica;
3) Descumprimento de ordem judicial;
4) Uso da estrutura da Câmara em proveito próprio;
5) Ameaças ao vereador Gabriel Azevedo, à ex-chefe da Polícia Civil, Andrea Vacchiano e ao advogado Mariel Marra, autor do primeiro pedido de cassação;
6) Tráfico de influência.

 

Para que o parlamentar seja cassado, ao menos 28 dos 40 vereadores com direito a voto precisam apoiar sua saída.

 

Histórico

Este é o segundo processo de cassação que Magalhães enfrenta em pouco mais de um ano. No primeiro deles, em agosto de 2018, 15 vereadores se abstiveram de votar e, com isso, o político permaneceu no cargo.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Na sua opinião, por que tantos candidatos milionários querem entrar na política?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 30/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,50 -0,49%

Algodão R$ 91,93 0,44%

Boi a Vista R$ 130,00 0,00%

Soja Disponível R$ 68,90 -0,36%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.