Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 22/10/2020

Política Nacional - A | + A

Declaração 02.09.2020 | 08h29

"Espero que governo recue da decisão", diz Maia sobre aborto legal

Facebook Print google plus

Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse, na última terça-feira (1º), em coletiva de imprensa, que espera que o governo revogue a portaria publicada nesta sexta-feira (28) pelo Ministério da Saúde que obriga médicos e profissionais da saúde a avisarem a polícia quando atenderem mulheres que solicitem a realização de aborto por causa de estupro.

 

A medida estabelece novas regras para que o procedimento seja feito nos casos previstos em lei. Já são discutidos no Congresso projetos de decretos para sustar a portaria, mas para Maia a melhor solução seria o governo rever a decisão.

 

Leia também - Bolsonaro diz que vai retirar cálculo alojado há 5 anos na bexiga

 

"Estou analisando com os deputados e tentando ampliar o apoio ao decreto legislativo, à proposta. Do meu ponto de vista ela é ilegal, absurda, não é o Ministério da Saúde que pode tomar a decisão como tomou. Na verdade uma interferência em uma lei. Do meu ponto de vista o melhor caminho era que o governo pudesse recuar nessa decisão, mas se isso não ocorrer vamos trabalhar para ter voto ou que algum partido ou a própria Câmara decida ir ao STF para sustar esse decreto que é claramente ilegal e incostitucional".

 

Para o presidente da Câmara, não se pode criar uma norma que constranja a decisão da mulher de abortar nos casos permitidos pela lei brasileira.

 

"É a minha opinião pessoal. O marco legal é claro e não devemos criar decreto ou portaria que constranja a decisão da mulher. Portaria que não respeita as normas legais. Minha opinião pessoal, acho que o governo deveria recuar ou até debater. E até uma interferência a outro Poder".

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Como você avalia a ausência de um candidato convidado para debater com adversários?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 22/10/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 57,50 1,77%

Algodão R$ 118,67 3,64%

Boi a Vista R$ 242,24 0,00%

Soja Disponível R$ 156,30 0,35%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.