Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 27/05/2020

Política Nacional - A | + A

promessa falhou 05.03.2020 | 14h58

Paim aponta que, mesmo com reformas, crises social e econômica continuam

Facebook Print google plus

Waldemir Barreto/Agência Senado

Waldemir Barreto/Agência Senado

GD

Preocupado com as crises social e econômica, o senador Paulo Paim (PT-RS) afirmou, nesta quinta-feira (5), em Plenário, que não se consumou a promessa de que o Brasil entraria nos trilhos após a aprovação de diversas propostas pelo Congresso Nacional. Ele lembrou que o Parlamento entregou ao país as reformas trabalhista e previdenciária, o teto de gastos públicos e a lei da liberdade econômica.

 

Mesmo assim, a economia apresentou um crescimento de 1,1% em 2019, índice considerado pífio por Paim, e a população continua na miséria, sofrendo com o desemprego e com a informalidade, que já atinge 41 milhões de pessoas. E a situação pode piorar, continuou o senador, ao apontar os prejuízos que podem advir com a Medida Provisória do Contrato Verde Amarelo (MPV 905/2019), editada com o objetivo de estimular a geração de emprego para jovens com idade até 29 anos.

 

Leia também - Ex-secretário nacional de Justiça é alvo da operação Lava Jato no Rio de Janeiro

 

Se a MP tratasse apenas desse tema, não haveria problema, disse Paim. Só que, segundo ele, o texto precariza ainda mais a situação de trabalhadores, com a possibilidade, por exemplo, de parcelamento do décimo-terceiro salário e das férias em até 12 prestações.

 

—  Em quatro anos, a renda dos 5% mais pobres caiu 39%. Há 13,5 milhões vivendo na extrema pobreza, com renda mensal inferior a R$145, segundo critério do Banco Mundial. O endividamento das famílias brasileiras aumentou 65,6%, em dezembro de 2019, e o total de consumidores endividados subiu 59% em relação a dezembro de 2018. Contra os fatos não há argumentos. O governo vendeu, sim, gato por lebre — disse.

 

Segundo Paim, a MP ainda reduz a contribuição do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e a multa para as dispensas sem justa causa, prevê a taxação do seguro-desemprego, reduz a contribuição previdenciária sobre a folha de pagamento e enfraquece o trabalho de fiscalização dos auditores do trabalho.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

A constante troca de ministros pelo presidente Jair Bolsonaro compromete a sua gestão?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 27/05/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,90 8,15%

Algodão R$ 92,41 -0,32%

Boi a Vista R$ 137,75 0,36%

Soja Disponível R$ 72,00 -0,96%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.