Publicidade

Cuiabá, Domingo 23/02/2020

Política Nacional - A | + A

6 votos a favor e 3 contra 26.09.2019 | 18h01

STF forma maioria a favor de recurso que pode afetar Lava Jato

Facebook Print google plus

Nélson Jr.

Nélson Jr.

O ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), concluiu o voto a favor do recurso da defesa. Com isso, o placar fica com 3 votos contra e 6 votos a favor, no julgamento do habeas corpus do condenado pela Lava Jato, o ex-gerente da Petrobras Márcio de Almeida Ferreira, que tenta anular sua sentença.

 

Leia também - STJ nega recurso e Arcanjo vai a júri por 3 assassinatos

 

Se o recurso for aceito pelo plenário (são 11 votos no total), a sessão desta quinta-feira (26) pode representar o mais duro golpe já sofrido pela operação de combate à corrupção iniciada em 2014, com anulação de várias sentenças, entre elas, a do ex-presidente Lula. 

 

Votaram contra o recusso da defesa os ministros Edson Fachin, relator do pedido de habeas corpus, Roberto Luís Barroso e Luiz Fux. Enquanto que Rosa Weber, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandoviski, Gilmar Mendes e Celso de Mello votaram a favor. 

Votaram contra o pedido da defesa:

• Edson Fachin
• Luís Roberto Barroso
• Luiz Fux

Votaram a favor do pedido da defesa:

• Alexandre de Moraes
• Rosa Weber
• Ricardo Lewandowski
• Gilmar Mendes
• Celso de Mello
• Cármen Lúcia

O julgamento desta tarde refere-se a um único caso, mas tem reflexo em boa parte da Operação Lava Jato. Isso porque os advogados de defesa do ex-gerente da Petrobras apontam, como já fizeram inúmeros condenados, um erro processual que anularia 32 sentenças. Se aceita a tese, as ações voltam à primeira instância, os condenados saem da cadeia e a operação terá sua maior derrota desde que foi iniciada, em 2014.

 

Utilizando a mesma tese, outro réu, Aldemir Bendine, ex-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil, conseguiu convencer a Segunda Turma do STF em 27 de agosto. Porém, seu caso precisará passar pelo plenário para se tornar definitivo.

Vídeo

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Número de delações premiadas significa que MT está sendo passado a limpo?

Parcial

Edição digital

Domingo, 23/02/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22,87 -1,93%

Algodão R$ 95,69 0,45%

Boi a Vista R$ 135,25 0,43%

Soja Disponível R$ 64,10 -2,73%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.