Gazeta Digital

Família é amarrada por assaltantes e passa a noite em canavial

Divulgação

Divulgação

Três pessoas da mesma família foram mantidas reféns durante assalto e abandonadas em canavial, após fuga de criminosos, na madrugada de quarta-feira (8).

 

As vítimas passaram a noite no mato até que conseguiram chamar a polícia na manhã do outro dia. Dois dos quatro suspeitos do crime foram presos, após capotarem o veículo da família, levado no roubo à fazenda.

 

O crime ocorreu em Mirassol do Oeste e a prisão em Porto Esperidião.   

 

Conforme o boletim de ocorrência da Polícia Militar de Mirassol, as vítimas narraram que por volta das 22h dois homens encapuzados chegaram à propriedade rural e renderam o casal. 

 

Armados, eles perguntavam à mulher sobre um dinheiro que ela tinha sacado no dia anterior. “Demonstrando que estavam monitorando as vítimas”, diz trecho do registro. 

 

Enquanto a dupla ficava com o casal, dois outros comparsas estavam na  porteira da fazenda esperando que a terceira vítima chegasse da faculdade. 

 

Quando chegou, o rapaz foi rendido e levado para dentro da casa, onde as três pessoas foram amarradas e mantidas sob a mira de armas. 

 

A todo o momento os suspeito exigiam dinheiro e ameaçavam os moradores de morte. 

 

Por volta das 2h, as vítimas foram amarradas, vendadas e colocadas na carroceira do veículo Strada branco, que era da família. Pertences também foram recolhidos e colocados no carro. 

 

Todos foram para um canavial às margens da BR 163, onde dois suspeitos ficaram com elas até as 6h, quando outro criminoso levou o carro. 

 

Todos ficaram na vegetação até por volta do meio dia, quando as vítimas foram abandonadas e orientadas a chamarem a polícia somente após meia hora. 

 

As vítimas conseguiram se desamarrar a chamar a Polícia Miliar que solicitou apoio da equipe do Grupo Especial de Segurança de Fronteira, este que avistaram o veículo com as características repassadas pelas vítimas.

 

Houve a perseguição, os suspeitos abordados na MT 265. 

 

Na fuga, o suspeito capotou o veículo e foi arremessado para fora do veículo. Os policiais socorreram U. T. T. P., 18, e o encaminharam para atendimento médico. Ele foi liberado e preso.

 

Logo em seguida o comparsa A.S.N., 18,  foi detido pilotando uma motocicleta roubada no dia 29 de abril. 

 

Os suspeito e os veículos foram encaminhados para a Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron). 

 

A Polícia Civil investiga o caso.


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br