Gazeta Digital

Ameaçados de despejo 'acampam' em frente ao MPE e Fórum

Reprodução

Reprodução

Desesperados às vésperas de serem despejados das casas no Residencial Jonas Pinheiro 3, moradores do local amanheceram em frente ao Ministério Público Estadual (MPE) e Fórum de Cuiabá em protesto contra a decisão de reintegração de posse.

 

Leia também -Em vídeo, morador denuncia agressão supostamente cometida por policiais

 

A decisão para que saiam do local foi comunicada na sexta-feira (12) e os habitantes devem sair das casas nesta terça-feira (16), às 6h. O aviso de despejo foi entregue por policiais militares e houve tensão entre agentes e moradores, inclusive denúncia de agressão contra os militares.

 

Um manifesto está marcado para a tarde de hoje, em frente ao MPE e representantes dos moradores têm reunião marcada com o juiz Carlos Roberto Barros de Campo, da 2° Vara Especializada de Direito Agrário de Cuiabá, para tentar reverter a determinação.

 

“São mães, crianças, muita gente que está desesperada e amanheceu aqui. Queremos falar com o juiz e tentar reverter isso, pelo menos por um tempo. Essas pessoas não têm para onde ir”, afirma o líder comunitário Mário Benevides.

 

A expectativa é que pelo menos 200 pessoas participem do protesto.

 

AS casas do Jonas Pinheiro estavam concluídas, porém fechadas. Sem qualquer vistoria, eram alvos de vândalos, que levaram janelas, pias, portas e até telhas dos imóveis. Vendo a condição das moradias, 450 famílias se organizaram e ocuparam as residências.

 

Eles fizeram os reparos necessários e desde 2018 estão morando no local.


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br