Gazeta Digital

Segurança investiga ameaças do Comando Vermelho por causa de operação na PCE

Marcus Vaillant

Marcus Vaillant

A Secretaria Estado de Segurança Pública (Sesp) informou que investiga as supostas ameaças de atentado, também chamadas de “salve”, por parte do Comando Vermelho. O motivo para a divulgação dos áudios com ameaças, segundo o governo, é a operação que ocorre na Penitenciária Central do Estado (PCE).

 

Em nota a Sesp informou que os áudios divulgados pelas redes sociais “estão sendo analisados e os responsáveis por difundi-los serão responsabilizados criminalmente”.

 

Uma das prisões em relação a esses áudios aconteceu na terça-feira (13) em Lucas do Rio Verde (354 km ao Norte de Cuiabá). De acordo com a nota da Sesp, Samuel de Souza Valdivino irá responder por “promover, constituir, financiar ou integrar, pessoalmente ou por interposta pessoa, organização criminosa”, que tem pena de 3 a 8 anos de prisão, além de multa.

 

Leia também - Homem é preso por divulgar ameaças do Comando Vermelho nas redes sociais

 

A motivação para o alto número de ameaças que circulam nas redes sociais é a Operação Elison Douglas, na PCE, que realiza revista para a retirada de produtos irregulares e ilegais, como freezers e celulares.

 

De acordo com a nota, também faz parte da operação a reforma da unidade, com mudanças estruturais nas celas para evitar a entrada de celulares e também a comunicação entre os presos e com pessoas em liberdade.

 

Por causa dessas ações, “durante esta semana estão suspensas as visitas aos reeducandos”, sendo permitidas escoltas emergenciais. (Com informações da Assessoria)


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br