Gazeta Digital

Mato Grosso registra 20 acidentes de trĂ¢nsito por dia

PRF

PRF

Mato Grosso tem uma média de 20 acidentes de trânsito por dia, segundo dados do Anuário Estatístico de Trânsito do Estado de Mato Grosso – 2019. Em 2018 foram registrados 7.312 acidentes com vítimas, que correspondem a 18 feridos diariamente nesse tipo de ocorrência.

 

No estado, 1,3 milhão de pessoas possuem carteira de habilitação e a frota é de 2,1 milhões de veículos, o que significa 0,61 veículo por habitante. Já em relação às infrações de trânsito, foram 993 mil em 2018, segundo o Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

 

Leia tabém - Cantor Luan Santana e equipe se envolvem em acidente em MT

 

Na comparação entre 2018 e 2017, houve uma queda de 13% nos acidentes de trânsito. Apesar da redução no número de ocorrências, houve um aumento de 9,38% nas mortes, saindo de 586 em 2017 para 641 em 2018.

 

Sobre as vítimas, o Anuário mostrou que em 2018, 64% dos feridos ou mortos eram homens. O dia da semana com maior número de ocorrências foi o sábado, responsável por 17,5% dos registros. E é durante a noite ou madrugada que 38,6% dos acidentes acontecem.

 

Em números absolutos, o maior número de mortes foi registrado em Cuiabá, com 124 vítimas fatais em 2018. Porém, na comparação com a população do município, houve mais vítimas em Sinop (500 km ao Norte da Capital), que possui uma taxa de 53,6 mortes a cada 100 mil habitantes, contra 20,42 mortes no trânsito a cada 100 mil habitantes em Cuiabá.

 

Nos municípios de Mato Grosso que possuem até 99 mil habitantes, a maior taxa de mortes no trânsito é de Diamantino (208 km a Médio-Norte), que possui 21 mil habitantes e teve 23 óbitos, o que significa 10,5 mortes a cada 10 mil habitantes.

 

Infrações
O Anuário também trouxe informações sobre as infrações de trânsito cometidas pelos motoristas no estado. Em 2018, foram 993 mil infrações, com uma redução de 16,8% em relação ao ano anterior.

 

Desses crimes cometidos na condução de veículos, 53,2% são de infrações médias, que levam a perda de 4 pontos na carteira, segundo o Código Brasileiro de trânsito.

 

A infração cometida pelo maior número de motoristas foi transitar em até 20% acima da velocidade permitida na via, que levou à autuação 324 mil vezes.

 

Sobre as operações da Lei Seca, foram flagrados 3.473 motoristas dirigindo embriagados e outros 950 por se recusar a fazer o teste do bafômetro, o que é permitido, mas gera multa e desconto de pontos na carteira de habilitação.


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br