Gazeta Digital

Valtenir afirma inocência sobre pagamento de propinas em prefeituras investigado pela PF

João Vieira

João Vieira

O ex-deputado federal Valtenir Pereira (MDB) postou nas redes sociais uma nota de esclarecimento após sua casa ter sido alvo de um mandado de busca e apreensão na Operação Tapiraguaia, na manhã desta quinta-feira (22). No texto, ele afirma inocência e que esclarecerá o caso junto ao Poder Judiciário.

 

Na nota, Valtenir afirma estar surpreso com o cumprimento do mandado de busca e apreensão em sua casa, realizado no “dia do aniversário da minha filha”, diz ele no texto.

 

Leia também - PF deflagra operação para investigar desvios de recursos e propina em prefeituras

 

Ele afirma que não teme as investigações e que médio os governos entre as prefeituras e o governo Federal de forma lícita. “Estou absolutamente tranquilo porque não fiz nada de errado. A relação que tenho com as prefeituras em questão é institucional”.

 

Pereira, que atualmente é suplente de deputado federal, enfatizou que “tudo será devidamente esclarecido na instância adequada” e que está “à disposição das autoridades”.

 

As investigações da Polícia Federal mostraram que o então deputado teria viabilizado convênio do governo Federal com as prefeituras de Confresa (1.160 km a Nordeste de Cuiabá) e Serra Nova Dourada (1.125 km a Nordeste), com a justificativa da construção de pontes de concreto emergenciais.

 

No entanto, os prefeitos realizam licitações com irregularidades, com fraudes para que determinados empresários ganhassem os processos, além de medições fraudulentas e atestados de serviços que não eram realizados, mas mesmo assim pagos. Segundo a PF, as propinas pagas eram repassadas aos prefeitos e também ao ex-deputado, por meio de contas de terceiros.


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br