Gazeta Digital

Mesmo amigo de Pinheiro, Jayme espera que DEM lance candidato

Chico Ferreira

Chico Ferreira

Apesar de reforçar sua amizade com o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), o senador Jayme Campos (DEM) afirmou em entrevista ao Jornal do Meio-Dia, da TV Vila Real, que espera que pelo menos um nome do Democratas se candidate à Prefeitura de Cuiabá, antes de apoia-lo oficialmente.

 

Conforme explica o senador, o partido tem a obrigação de ter um candidato nos 141 municípios do estado, uma vez que seus filiados integram a base de diversos cargos, tanto no estadual como no federal.

 

Leia também - Senado aprova empréstimo dolarizado de US$ 250 milhões

 

“Acho que o DEM tem obrigação (...), pelo fato de ter o governador do estado, ter o senador da República, ter o presidente da Assembleia e ter um bom quadro de nomes. Não se discutiu (a prefeitura) até agora. Tenho visto umas entrevistas do Fábio Garcia, que é o presidente do diretório nacional, essa possibilidade de termos uma candidatura própria”, revela.

 

Portanto, ele afirma que ainda é cedo para prestar apoio antes de um nome do Democratas ser discutido, mesmo que Pinheiro seja um de seus amigos. “Não temos nada fechado e em política tudo é possível. Podemos ter uma candidatura própria, que seria o ideal, entretanto, nada foge do controle se for o caso de apoiarmos uma candidatura de outro partido, seja Emanuel Pinheiro ou João, Sebastião e outro nome”, avalia.

 

Entretanto, o senador não deixa de elogiar a atual gestão de Emanuel Pinheiro. “Ele é meu amigo, o Emanuel Pinheiro, e está indo muito bem a sua gestão. Particularmente eu tenho a sensação de que a gestão Emanuel Pinheiro está indo de uma forma bastante aguerrida em relação aos investimentos necessários”.

 

Questionado se um futuro apoio a Pinheiro - caso o Democratas não indique nenhum nome – não causaria possíveis atritos com o governador Mauro Mendes, sendo que os dois vem trocando farpas ultimamente pela imprensa, Jayme ri, mas se esquiva.

 

“É uma boa pergunta”, e ri. “Mas é o próprio Mauro Mendes que tem que responder. Eu não tenho nada contra Emanuel, é meu amigo, faz política com grandeza, mas de qualquer forma vamos aguardar o momento oportuno”, disse. 


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br