Gazeta Digital

Chuva não resolve problema de incêndios em terras indígenas

Ciman

Ciman

As chuvas que caíram em Mato Grosso no sábado (21) e domingo (22) não foram suficientes para retirar o alerta das terras indígenas. No fim de semana, 19 áreas indígenas registraram focos de fogo e no estado foram 3863 registros.

 

Mesmo com a continuidade do alerta, a situação já é menos crítica que na última semana. Para se ter uma ideia, no final de semana anterior (14 e 15 de setembro) foram 982 focos de foco no estado, sendo 150 delas em terras indígenas.

 

As situações mais graves, segundo relatório do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), são nas terras indígenas Areões, em Nova Nazaré (259 km a leste de Cuiabá) e no Parque do Xingu, que envolve 9 municípios da região noroeste de Mato Grosso.

 

Leia também - Incêndios atingem área de 35 mil campos de futebol no Xingu

 

No Parque do Xingu, como o #GD adiantou, é realizada uma força-tarefa para combater o fogo, que já atingiu uma área de 378 quilômetros quadrados, o que equivale a 35 mil campos de futebol.

 

Com o avanço das chuvas na região norte do estado, os focos de incêndio no fim de semana foram maiores no cerrado, com 180 registros, contra 138 na região amazônica. Já no pantanal foram 65 focos de fogo nos últimos dois dias.


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br