Gazeta Digital

Mato Grosso tem 109 mortes por câncer de mama em 2019

A Gazeta

A Gazeta

Apenas em 2019, 102 mulheres foram mortas pelo câncer de mama em Mato Grosso.  Entre os tumores, este é o que mais acomete mulheres no estado, seguido pelo câncer de colo de útero, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca).  Apesar de grave, quando descoberto no começo, esse tipo de câncer tem 98% de chance de cura e o tratamento não tem tantos efeitos colaterais.

 

Em 2018, foram descobertos 680 casos em Mato Grosso e 220 em Cuiabá. Conforme pontua a médica radiologista especialista em diagnóstico mamário, Ritamaris de Arruda Regis, os casos de morte acontecem apenas quando são descobertos em fases mais avançadas. 

 

Leia também - Vítima de câncer de mama alerta para importância de exames de rotina

 

"Quando o câncer é descoberto em uma fase inicial a chance de cura é de 98%, altíssima. O tratamento em fase inicial é totalmente outro. A paciente só faz a retirada da região, não precisa retirar a mama toda, não precisa mutilar a mulher tanto assim. Muitas vezes não precisa fazer a quimioterapia, somente a radioterapia, que não cai cabelo", explica. 

 

Já no caso em que a doença é diagnosticada em estágio avançado, a cura depende de diversos fatores, como tamanho do tumor e sua agressividade. Para a detecção do câncer em estágio inicial, a médica recomenda que as mulheres façam consultas ginecológicas anualmente.   

 

A partir da menstruação, todas as mulheres podem começar  a fazer o autoexame. Caso encontre qualquer nódulo, mancha, sinal ou sintoma suspeito, é necessário uma investigação mais aprofundada. Isso não indica, contudo, que o problema seja necessariamente um câncer.

 

Por isso, outros exames como a mamografia, ultrassom do seio e ressonância magnética podem detectar possíveis tumores.

 

"A Sociedade Brasileira de Mastologia recomenda a mamografia anual após os 40 anos, sem sentir nada. Mas, quando já tem histórico familiar, de mãe, tia, irmã, parente, então a faixa etária recomendada começa ser a partir dos 30 anos", afirma.

 

Ainda como pontuou a médica, houve um aumento significativo dos casos nos últimos anos. Isto pode ser atribuído a fatores genéticos, hereditários, hormonais e até mesmo de alimentação. Por isso, destacou a importância da prevenção.   

 

Outubro Rosa

No outubro rosa, mês de conscientização sobre a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama, a Associação de Apoio a Pessoas em Tratamento e Pós-tratamento do Câncer de Mama em Mato Grosso (MTmamma), organizou uma agenda com eventos em prol da campanha.

 

A abertura será no dia 6 de outubro, domingo, quando a Orquestra Sinfônica da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) apresentará um concerto no Parque das Águas, em Cuiabá, a partir das 19h. 

 

Já no dia 11 de outubro, o cantor Almir Sater irá apresentar um show no Centro de Eventos do Pantanal e parte da renda angariada será destinada para a construção da sede própria da associação. 

 

Confira a programação completa 

Mtmamma

Programação Outubro Rosa 2019

 

 


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br