Gazeta Digital

Intenso sofrimento faz florir ipês que embelezam Cuiabá

Chico Ferreira

Chico Ferreira

Av do CPA - Parque Massairo Okamura

Até o fim de outubro, os Ipês devem enfeitar as ruas de Cuiabá. O florir das árvores que colorem a paisagem é o “instinto de sobrevivência” da planta. As flores vêm após período de extremo sofrimento que sinalizam, também, o fim da seca. Além de belas, as pétalas também são comestíveis.

 

Leia também - Milagre que aconteceu em Sinop permitiu canonização de madre

 

“É na extrema seca que ele floresce. As queimadas também são um incentivo, a árvore sente que vai morrer e aí vai se reproduz”, explica o biólogo Tony Schuring.

 

Divulgação

biologo tony schuring

 Biólogo explica processo de florir dos Ipês

O estudioso explica que a cor das flores depende do sistema radicular de cada uma e da absolvição de nutrientes. Dependendo da qual substância for mais captada, ela terá uma tonalidade. O período de floração dos Ipês ocorre entre setembro e outubro, quando a água se torna mais difícil de ser captada. E cada árvore permanece florida entre 5 e 7 dias, segundo explica o biólogo.

 

“Ele precisa de uma condição climática, que é o estresse hídrico. Ele fica com muita rigidez sem água, é o momento que geneticamente é informado para a planta que, para ela perpetuar, tem que se reproduzir. Dar as flores, semente e frutos. Ela pode até morrer, mas vai deixar o legado. Quer deixar os filhos”, narra.

 

Após floria, serão gerados os frutos e dispersadas as sementes. Existem cerca de 800 espécies de Ipês, mas só duas, a amarela e a branca são originárias do Cerrado.

 

Belo e nutritivo
Além de bonito, as flores dos Ipês são nutritivas e medicinais. O chá pode ser usado para tratar amigdalites, estomatites, inflamação da gengiva e da garganta.

 

Os ipês brancos, roxos e amarelos têm flores comestíveis. Suas pétalas levemente amargas lembram alface e almeirão. Segundo o livro Plantas Alimentícias Não Convencionais (Panc) no Brasil, o vegetal por ser consumido cru, refogada, salteada e empanadas.

 

As propriedades do ipê têm ação febrífuga, cicatrizante, antidiarreicas, anti-inflamatórias e anti-infecciosa. Também é bom para o combate a anemia, verminoses e para aliviar os efeitos do consumo excessivo do álcool.


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br