Gazeta Digital

Defesa de acusados de desvios trabalham em pedidos de liberdade

João Vieira

João Vieira

Defesa dos acusados de participação no esquema investigado na Operação Quadro Negro trabalham no sentido de entrar com um pedido de liberdade na Justiça até o final desta semana, na sexta-feira (25). Suspeitos foram detidos preventivamente nesta terça-feira (22).

 

Leia também - Deputados aprovam 'flexibilização' da lei ambiental em MT

 

Ex-presidente do Centro de Processamento de Dados do Estado (Cepromat), Wilson Teixeira, ex-adjunto da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Francisvaldo Pereira de Assunção, e então diretor de Gestão e Tecnologia da Informação da Cepromat, Djalma Souza Soares, estão detidos no Centro de Custódia da Capital (CCC). 

 

Advogados afirmaram que estão em processo de juntar documentos para protocolar o pedido. Eles argumentam, em suma, que não existem os requisitos previstos em lei para manutenção da preventiva. 

 

A reportagem não conseguiu contato com a defesa de Edevamilton de Lima Oliveira. O empresário Valdir Piran foi transferido na quarta-feira (23) para Cuiabá . Weydson Soares, também empresário, está detido em Brasília. 

 

De acordo com as investigações da Polícia Civil de Mato Grosso, Piran é o líder da organização criminosa que desviou mais de R$ 10 milhões em contratos para aquisição de software junto ao Cepromat, atual Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI).  

 

Investigações apontaram que Piran propôs o contrato entre o Estado e a empresa Avançar Tecnologia ao então governador Silval Barbosa e o seu secretário, Pedro Nadaf.  O objetivo era receber parte da dívida que o ex-governador e seu grupo tinha, por conta dos empréstimos para financiamento de campanha, descobertos na Operação Ararath, da Polícia Federal. 

 

A operação 

Operação Quadro Negro, remete ao quadro e giz que ainda funcionam nas escolas, já que as lousas digitais eram falsas, bem como à situação (quadro) estrutural crítica que a educação básica se encontra em razão dos prejuízos causados pelos desvios.


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br