Gazeta Digital

Bombeiros encerram buscas e sumiço completa 6 dias

PMMT/Divulgação

PMMT/Divulgação

O desaparecimento do menino Samuel Victor da Silva Gomes Carvalho, 7, completa 6 dias neste sábado (26). Desde que ele saiu de casa, no domingo (20) a família e  a polícia têm recebido trotes de pessoas dizendo que viram o garoto e até pedido resgate. Por telefone, os suspostos sequestradores exigiram R$ 20 mil.

 

Leia também - Membros do CV confessam tortura até a morte de acusado de furto em residência

 

Além de toda a força tarefa para localizar o menino, o Corpo de Bombeiros fez buscas pelo rio Arareau, em Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá), durante a semana e encerrou as atividades na sexta-feira (25). A procura pelas águas aconteceu porque, nas investigações, haveria um indício de que o menino havia sido morto e jogado no local. A procura se deu nas margens e também no leito do rio. 

 

Mesmo com a mobilização da população, da polícia e até de políticos, não se sabe o paradeiro de Samuel. Conforme relatou a mãe do menino, Anelice da Silva Gomes, à reportagem, um homem entrou em contato com a família pedindo R$ 20 mil pelo o resgate do menino. 

 

Não se sabe, contudo, se o caso se trata de trote. A Polícia Civil, em todo o caso, analisa a hipótese e investiga o caso. A reportagem tentou contato com a Delegacia da Mulher, Criança, Idoso e Adolescente do município nesta sexta-feira (25), mas os investigadores estavam em diligências. 

 

O caso 

 

Samuel morava com a avó, Lucineide Silva. No dia do desaparecimento, ela se afastou do menino por alguns minutos para ir até a cozinha. Quando voltou ao quarto onde estavam, notou a falta da criança. 

 

A suspeita é de que ele tenha pulado o portão e fugido. De acordo com os familiares, era comum que a criança andasse pela vizinhança para brincar com os amigos. Contudo, ele nunca ficou por tanto tempo afastado. 

 

Qualquer pessoa que tenha informações que possam ajudar na localização do menor pode entrar em contato com a família pelos telefones (66) 9 9726 7942 e (66) 9 9688 3839.


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br