Gazeta Digital

Vídeos mostram armas e munições apreendidas pela Polícia Federal

Divulgação/PM

Divulgação/PM

Armas e munições foram apreendidas pela Polícia Federal durante a Operação Aguapey, que tem como objetivo desarticular uma organização criminosa que atua na grilagem de terras na fronteira de Mato Grosso com a Bolívia.

 

No vídeo divulgado, é possível ver espingardas e várias munições. No entanto, ainda não há informações sobre as prisões temporárias dos membros da quadrilha investigada.

 

Leia também - Jovem é morta com 3 tiros após chamar homem de 'feio'

 

Ao todo, 43 mandados - de busca e apreensão e prisão - estão sendo cumpridos por 100 policiais em 5 cidades, sendo elas: Cáceres, Mirassol D’Oeste, São José dos Quatro Marcos, Porto Esperidião e Pontes e Lacerda expedidos pela Justiça Estadual da Comarca de Porto Esperidião/MT.

 

Consta na investigação que a quadrilha usa de violência e grave ameaça contra as vítimas, que geralmente são priepietárias e funcionários de fazendas da região. Muitos já são investigados por crimes de homicídios - consumados e tentados, tortura, recepetação de veículos roubados e diversos delitos ambientais. 

 

Ação

De acordo com a PF, quando os criminosos almejavam uma fazenda, eles começavam a perseguir os propietários e funcionários. Uma das vítimas, que é dona de uma fazenda, resistiu às ameaças e teve a casa derrubada com um trator. Além disso, a família dela foi vítima de atentados dentro da propriedade.

 

A intenção é gerar pânico até que as vítimas se sintam inseguras o suficiente para continuar na região, tomando para eles as propriedades. O objetivo final era transformar as propiedades em "grilos" e até mesmo ponto de distribuição de drogas e outros produtos do crime. 

 

O nome da Operação faz referência ao local onde se concentrava a ação da organização criminosa, às margens do Rio Aguapey. (Com informações da assessoria)

 


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br