Gazeta Digital

Fazendeira investigada por fraudes na Sema paga 5 mil equipamentos em acordo

Christiano Antonucci

Christiano Antonucci

Uma fazendeira investigada por fraudes no Cadastro Ambiental Rural (CAR) na Operação Polygonum, em abril deste ano, assinou um termo de ajustamento de conduta (TAC) e pagou 5.323 equipamentos para a Secretaria de Meio Ambiente (Sema). O recebimento dos materiais foi divulgado no Diário Oficial do Estado que circulou na segunda-feira (11).

 

A proprietária de duas fazendas em Ribeirão Cascalheira (900 km a leste de Cuiabá) realizou a entrega dos equipamentos em 22 e 29 de outubro. Na primeira dada foram recebidos pela Sema 23 rádios de comunicação digital.

 

Leia também - Homem é condenado a 31 anos por matar a esposa e ocultar corpo em área de mata

 

A segunda entrega foi a mais volumosa. Foram 410 porta cantis, 410 cantis, 410 capas de chuva, 410 mochilas, 410 repelente, 410 camisas, 410 chapéus, a.200 camisetas, 410 coletes e 410 coturnos.

 

A Operação Polygnum investigou uma organização criminosa que realizava fraudes na Sema. Servidores da Secretaria inseriam informações falsas no sistema do CAR, para regularizar propriedades com irregularidades, o que permitia a solicitação de financiamento e anistia de multas.


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br