Gazeta Digital

Pedro Taques vê ódio de Janaina que reafirma relatório técnico

José Medeiros/Gcom-MT

José Medeiros/Gcom-MT

O relatório pela reprovação das contas do último ano da gestão Pedro Taques (PSDB) reabre uma nova queda de braço entre o tucano e a deputado Janaina Riva (MDB), relatora que deu voto contrário à aprovação das contas do governo passado na Comissão de Fiscalização, Acompanhamento e Execução Orçamentária (CFAEO) da Assembleia Legislativa.

 

Taques se defende e diz que as contas do último ano de governo foi aprovada por unanimidade pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e amparada pelo Ministério Público de Contas. "Respeito o Legislativo do meu Estado, agora, contra ódios e ressentimentos, só psiquiatra mesmo", reitera o tucano ao se referir à adversária política. 

 

Leia também - Janaina Riva pede reprovação das contas de Taques de 2018

 

O deputado Romoaldo Júnior, do mesmo partido de Riva, também votou na CFAEO pela reprovação das contas de Taques. Valmir Moreto (PRB) se manifestou favorável à aprovação e Xuxu Dal Molin (PSC) se absteve da votação. 

 

Janaina nega ódio contra o ex-governador. "Eu não tenho nada contra o Pedro Taques, não tenho ódio dele, minha análise foi técnica. O Tribunal tem votos controversos, mas eu quero ressaltar é que nenhuma conta com estes apontamentos na história de Mato Grosso foi aprovada, que não fosse de governador. De prefeito, nunca houve parecer pela aprovação", sustentou. 

 

"Agora vai da consciência de cada um, não vou polemizar com os colegas e cada um tem o seu estilo de votar, mas eu acredito que a população vai cobrar esta fatura. O que a população esperava da Comissão era uma votação diferente", reforça a deputada.

 

Segundo ela, dificilmente vão conseguir 13 votos para dizer que as contas foram cumpridas pelo gestor. Para a deputada, o ex-governador "se perdeu na gestão e a Assembleia por muitos anos não fez o seu papel e o TCE também não. Se a gente pegar as primeiras contas aprovadas de Silval Barbosa, o TCE diz que se não for cumprida as recomendações e nas próximas contas estão sujeitas a reprovação e as próximas contas são aprovadas", comparou a parlamentar.


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br