Gazeta Digital

Governador sinaliza desistĂȘncia de obra do COT do Pari

Marcus Vaillant

Marcus Vaillant

Durante o evento de entrega do Centro Oficial  de Treinamento da UFMT (COT-UFMT), o governador Mauro Mendes (DEM) deu sinais de que o outro espaço, cuja obra foi iniciada para o treino de seleções na Copa do Mundo de 2014, não será entregue. O comandante do Palácio Paiaguás destacou que primeiro é necessário saber para que servirá um novo COT antes da obra ser retomada por sua gestão. Mauro disse que para concluir o espaço serão necessários R$ 20 milhões em investimentos.  

 

Mendes entende que Cuiabá e Várzea Grande não comportam outra obra dessa magnitude e cita que os jogos da Copa do Mundo foram realizados em 2014 sem que os centros de treinamento estivessem prontos. 

 

"Fizemos a Copa aqui sem nenhum (COT). Para que ela possa continuar vai demandar muito mais investimento, mais dinheiro público", destacou o governador. 

 

Leia também - Governador entrega segunda 'obra da Copa' esperada para 2014

 

Para Mauro, num momento de poucos recursos é preciso priorizar hospitais, escolas e infraestrutura. "Um governo tem que definir prioridade, vamos estudar a prioridade e qual a destinação, fazer um novo centro de treinamentos eu não vejo necessidade", disse Mendes.  

 

"Serão necessários R$ 20 milhões em investimentos ali, nós temos muitas demandas que considero prioritárias, como terminar o Hospital Central, construir o Hospital Universitário, fazer investimentos em todo Mato Grosso. Temos que saber primeiro o que será feito com o COT do Pari para colocar ele como prioridade", disse. 


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br