Gazeta Digital

PSL nacional 'chancela' a candidatura de Elizeu ao Senado

Divulgação

Divulgação

O novo presidente do PSL em Mato Grosso, Aécio Rodrigues, afirmou nesta quarta-feira (5) que os diretórios nacionais da sigla e do Democracia Cristã (DC) trabalham para compor uma chapa em que o deputado estadual Elizeu Nascimento (DC) será candidato ao Senado.

 

Segundo Rodrigues, a candidatura de Nascimento está ‘praticamente’ confirmada e terá o apoio, inclusive, do presidente do partido, Luciano Bivar. A reportagem do jornal A Gazeta procurou o deputado federal Nelson Barbudo (PSL) para comentar a decisão, que reagiu com surpresa e estranhamento, e afirmou que seu nome permanece de pé para a disputa.

 

“Isso é novidade para mim, eu sou pré-candidato e não estou sabendo de uma nova candidatura dentro do partido, mas o tempo dirá, eu tenho apoio da maioria dos deputados federais e da executiva nacional do partido, acho que eles podem estar equivocados em afirmar quanto essa candidatura e esse apoio da nacional, mas eles são jovens e estão muito afoitos”, afirmou Barbudo em entrevista concedida ao jornal A Gazeta.

 

Aécio Rodrigues, que é chefe de gabinete do deputado estadual Ulysses de Moraes, vai conduzir a unificação do PSL e do DC, que deve ocorrer depois da eleição suplementar ao Senado para a cadeira da senadora cassada Selma Arruda (Podemos). Questionado se o apoio do PSL a candidatura de Elizeu seria resultado de algum desconforto do partido em relação a Barbudo, o presidente da agremiação em Mato Grosso desconversou.

 

“Teve sim um desconforto em relação ao Barbudo com a possibilidade dele ir para o Aliança Pelo Brasil, mas nada disso interferiu. Foram feitas pesquisas em que se constatou que Elizeu é um nome forte na baixada cuiabana e o PSL deve indicar alguém para a suplência”, afirmou.

 

Como resposta, Barbudo criticou a postura de Ulysses e Elizeu, que não o consultaram antes de realizar o encontro. O anúncio de que o DC e o PSL poderiam fechar uma chapa para o Senado foi feito pelo próprio Elizeu Nascimento à Gazeta. Segundo ele, o senador Major Olímpio (PSL) e a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL) também confirmaram apoio ao seu nome.

 

“Estive na reunião em Brasília e fechamos o acordo em torno do meu nome”, disse Elizeu Nascimento. O encontro a que Nascimento se refere foi realizado no Congresso Nacional e selou a ida do deputado estadual Ulysses de Moraes para o PSL.

O anúncio de uma ‘chapa’ que tirará a candidatura de Nelson Barbudo foi tratado por ele com desconfiança. O parlamentar reconheceu não ter conhecimento da pré-candidatura e ressaltou que ainda mantém seu nome para o Senado, com o apoio da maioria dos parlamentares federais do seu partido e do presidente nacional da sigla, Luciano Bivar.

 

“Se eles querem brincar de fazer política tudo bem, eu tenho convicção sobre o meu nome. Se pegar qualquer pesquisa feita dentro do Estado eu estou saindo na frente, não é Elizeu nem presidente estadual que decide e sim a nacional”, respondeu o parlamentar ao saber do encontro e da chapa com o DC.

 

“Não vou entrar em briga de foice, mas reforço que achei deselegante fazer uma reunião e definir isso sem consultar o deputado mais votado do partido no estado”, completou.

 

Leia mais notícias sobre Política de MT na edição do Jornal A Gazeta


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br