Gazeta Digital

Wilson Witzel convoca reunião após demissão de presidente da Companhia de Esgoto

Divulgação

Divulgação

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, convocou para esta terça-feira (11) uma reunião extraordinária para decidir o futuro da Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgotos). O encontro acontecerá um dia após o representante do Executivo Estadual demitir o diretor-presidente da companhia, Hélio Cabral.

 

Em nota divulgada pela assessoria de comunicação do governo, Witzel teria indicado para o cargo o engenheiro Renato Lima do Espírito Santo, ex-funcionário da própria Cedae.

 

Leia também - Projeto obriga administração pública a usar linguagem simples

 

A demissão de Cabral acontece aproximadamente um mês depois do início da crise hídrica da Cedae. A água da ETA (Estação de Tratamento de Água) do Guandu, responsável pelo abastecimento de parte da capital e da região metropolitana do Rio, foi contaminada por geosmina, mudando o gosto, cheiro e cor do líquido.

 

Segundo especialistas, a substância é liberada por algas que se proliferam em locais com abundância de esgoto. Embora funcionários da Cedae repetirem por diversas vezes que a geosmina não causa danos à saúde dos consumidores, médicos não aconselham o uso da água para ingestão ou preparo de alimentos.

 

Durante coletiva em meados de janeiro, ao ser perguntado pela imprensa, o ex-diretor-presidente da Cedae afirmou que consumia a água que chegava da rua. Entretanto, ao ser questionado se poderia beber o copo de água que estava em sua mesa, Cabral pareceu contrariado.


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br