Gazeta Digital

Justiça afasta presidente da Câmara de Campos de Júlio

Divulgação

Divulgação

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso determinou o afastamento do presidente da Câmara de Campos de Júlio (553 km a noroeste de Cuiabá), Rodrigo Lemes de Paula (PROS), por suspeita de improbidade administrativa. Ele é acusado de perseguir o auditor interno que denunciou irregularidades na gestão.

 

Segundo a denúncia do Ministério Público do Estado (MPE), o auditor público interno que apontou irregularidades na gestão da Câmara passou a sofrer “perseguições, retaliações e outras formas de abuso de autoridade” do parlamentar.

 

Leia também - Tribunal afasta promotora do MP suspeita de desvios

 

O MPE pediu o afastamento do vereador, tendo em vista que a principal testemunha do caso de improbidade administrativa sofria ameaças e outras formas de abuso de autoridade, sendo "necessário o seu imediato afastamento do cargo de presidente da Casa de Leis".

 

Rodrigo permanecerá afastado das funções durante a fase de instrução da ação civil pública por improbidade administrativa. Ele também foi proibido de frequentar a Câmara e a Prefeitura. (Com informações da assessoria)


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br