Gazeta Digital

Elizeu oficializa candidatura e ressalta que ajudou eleger Bolsonaro

João Vieira

João Vieira

Está confirmada a candidatura do deputado estadual Elizeu Nascimento (DC) ao Senado. Em convenção partidária realizada na noite desta quinta-feira (12), em Cuiabá, Elizeu lançou como primeiro suplente o tenente-coronel Zilmar e a sargento Lucélia para a segunda suplência. Ambos os candidatos à suplência são filiados ao PSL, partido pelo qual o presidente da República Jair Bolsonaro se elegeu.

 

Elizeu faz questão de ressaltar que foi apoiador ferrenho de Bolsonaro e ajudou elegê-lo. Contudo, isso não bastou para obter o apoio do presidente na disputa por uma vaga no Senado. Nesta quarta (11), o presidente participou ao vivo pela internet da convenção da coronel Fernanda e manifestou apoio à campanha dela.

 

Leia também - PSL nacional 'chancela' a candidatura de Elizeu ao Senado

 

"Já esperávamos que ele fosse apoiar alguém. Só tenho uma certeza, eu vesti o verde amarelo na eleição passada, empunhei microfone, fui para as carreatas, para os arrastões, pedi voto para o presidente Bolsonaro. Eu estive no Democracia Cristã, no partido 27, solicitando apoio ao presidente. Nós temos imagens que comprovam isso. Quanto aos demais candidatos, cabe a eles comprovarem como a gente fez. Agora que ele optou, a gente vai respeitar, mas nós não vamos deixar jamais de citar que o Bolsonaro é o presidente que nós elegemos", afirmou em entrevista ao #GD.

 

Elizeu garantiu, ainda, que continuará apoiando o presidente. Ressalta que nunca foi atrás de Bolsonaro em busca de apoio e nem pretende ir. "Esse tipo de política, até chantagem contra o presidente, não passa pelo meu perfil. [...] Eu tenho identidade, não sou candidato de fulano ou ciclano", disparou. O parlamentar comenta ter ouvido boatos de que alguém falou mal dele ao presidente, o que pode ter influenciado a questão do apoio.

 

O parlamentar decidirá se irá pedir licença do cargo na Assembleia somente após a conclusão do processo de registro de candidatura junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Caso opte por permanecer no cargo, ele garante que continuará participando das sessões.

 

Em sua campanha, o candidato pretende visitar principalmente as cidades que compõem a região do Vale do Araguaia. "O Araguaia é muito deixado à mercê. Falta de estrutura naquela região na questão de pavimentação asfáltica e na questão da Saúde. Vamos buscar aquelas cidades que mais necessitam, as mais longínquas são as que vamos procurar ver de perto, assim como já temos feito como deputado".

 

Com base nas conversas que tem ouvido nos bastidores e as mensagens que tem recebido, Elizeu sente que está em uma boa posição em relação aos adversários. "A chance de vencer é grande, tanto que já tem gente atirando pedra sobre a gente, criando certos tipos de factóides, mas vamos trabalhar pautados na verdade, respeitando a candidatura de todos e falando simplesmente a verdade aqui dentro".

 

 


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br