Gazeta Digital

De 73, MT passa para 183 suspeitos de coronavírus

Otmar de Oliveira

Otmar de Oliveira

Boletim da Secretaria de Estado de Saúde (SES) deste domingo (22) confirma 183 suspeitos de coronavírus em Mato Grosso. Os casos são acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Dois casos da doença estão confirmados.

 

Dados da Secretaria divulgados na sexta-feira (20) apontavam 73 casos supeitos. 

 

Até o momento, foram monitoradas 259 ocorrências em Mato Grosso. De acordo com informações da área técnica da SES, 23 casos foram descartados e 51 foram excluídos por não preencheram critérios de definição para Covid-19.

 

O aumento no número de casos suspeitos também é consequência da atualização do protocolo de definição de caso, conforme direcionamento do Ministério da Saúde; a medida impactou no aumento de casos suspeitos e confirmados em todo o país. A área técnica também esclareceu que o sistema de informação oficial segue instável, o que justifica a possibilidade de os dados estarem discordantes daqueles que poderão ser apresentados pela plataforma do Ministério da Saúde.

 

O detalhamento de casos por municípios é divulgado em Nota Informativa liberada pela SES de segunda a sexta-feira, às 17h – horário em que também ocorre a coletiva de imprensa virtual com o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, transmitida pelo instagram do Governo do Estado.

 

Agilidade na análise de amostras

Na última quinta-feira (19), o Laboratório Central do Estado de Mato Grosso (Lacen-MT), unidade de referência para análises epidemiológicas relacionadas a Covid-19, iniciou a realização dos testes de diagnóstico do coronavírus no estado.

 

Até então, as amostras para Covid-19 chegavam ao Lacen e, a depender da análise negativa para outros vírus, eram enviadas ao Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo – um dos laboratórios de referência nacional. A partir de agora, o Lacen trabalhará com o prazo de até 72h para divulgação do resultado, após a amostra entrar no laboratório estadual; prazo que auxilia na celeridade das investigações.

 

Recomendações

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

 

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infeccções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

 

- Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
- Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
- Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;
- Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
- Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br