Gazeta Digital

Contra coronavírus, CV pede que 'quebrada' fique em casa

Chico Ferreira

Chico Ferreira

Circula nas redes sociais, desde o último fim de semana, um comunicado que seria assinado pela facção Comando Vermelho Mato Grosso, direcionada aos seus 'afilhados e simpatizantes' e alertando sobre a pandemia do coronavírus. O aviso pede para que eles determinem na "quebrada" que a população fique em casa e façam toque de recolher. "Essa doença agora é mais um de nossos inimigos".

 

Em nota enviado ao #GD, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) informou que a população deve seguir medidas adotadas apenas pelos órgãos de saúde, e que é o órgão oficial responsável pelas ações de segurança pública. 

 

Leia também - Idoso é agredido após ser flagrado estuprando menino de 5 anos em Sorriso

 

O recado é consciente. "Estamos vivendo um momento de caos e a saúde de nossos país, avós e a nossa também estão em jogo, o estado já determinou, mas a população insiste em não cumprir", diz trecho do aviso.


A facção continua e diz que muitos caos já estão sendo registrados em Cuiabá e na região metropolita e que, por isso, é necessário determinar toque de recolher.

 

"Meus irmãos, já temos muitos casos aqui na capital de Cuiabá e região metropolitana e pelo bem estar da nossa comunidade, vamos ter que fazer que se cumpra as determinações para que nãos e alastre a desgraça desse vírus. A partir de agora, vamos determinar toque de recolher meus irmãos, porque o que está em jogo é nossas vidas e de nossos familiares, essa doença agora é mais um de nossos inimigos. Família CV MT".

 

Veja a nota da Sesp na íntegra:

 

"A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) reforça que a população deve seguir apenas as orientações do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (SES-MT) quanto ao isolamento, para evitar a contaminação pelo coronavírus (COVID-19). Da mesma forma, a Sesp-MT é o órgão oficial responsável pelas ações de segurança pública no estado, portanto cabe a ele instituir as medidas a serem seguidas nesta área."


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br