Gazeta Digital

Conselho de Educação de MT autoriza aulas on-line para escolas públicas e privadas

Marcos Vergueiro/Secom

Marcos Vergueiro/Secom

O Conselho Estadual de Educação autorizou que as escolas públicas e privadas de Mato Grosso façam aulas e atividades on-line para cumprir os 200 dias letivos anuais, pelo menos enquanto durar a pandemia do novo coronavírus. Antes da crise, esse tipo de recurso não podia ser contado como hora de aula.

 

"Deverão reorganizar seus calendários escolares, nessa situação emergencial, podendo propor, para além da reposição de aulas de forma presencial, formas de realização de atividades escolares não presenciais", diz trecho da resolução normativa 002/2020.

 

Leia também - Rondonópolis confirma segundo caso de novo coronavírus

 

Esse tipo de aula não será obrigatório, até porque nem todas as escolas possuem recursos suficientes para transmitir conteúdo on-line, porém, para poder realizar esse tipo de exceção, as escolas públicas deverão "contar com a prévia autorização do mantenedor", através de solicitação aos órgãos de supervisão.

 

Para o controle de carga horária, deve-se registrar "a frequência dos alunos de acordo com o desenvolvimento das atividades propostas, às quais devem ser registradas e adequadas comprovando-se assim, as atividades realizadas fora da instituição escolar".

 

O decreto do governo do Estado suspendeu as aulas das escolas públicas em Mato Grosso de 23 de março a 5 de abril, podendo ser prorrogado. A medida é uma forma de conter a propagação do coronavírus, que é transmitido através de espirros, tosse e toques.


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br