Gazeta Digital

'Contra números não há argumentos', diz Mauro sobre redução de duodécimos

Tchélo Figueiredo | Secom-MT

Tchélo Figueiredo | Secom-MT

O governador Mauro Mendes (DEM) voltou a defender nesta quarta-feira (29) que haja uma compreensão por parte dos Poderes em Mato Grosso da atual crise do Estado. O democrata fez a fala na entrega de equipamementos e armas às forças de segurança. A declaração ocorreu logo após o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), afirmar que não há redução de receitas, por isso, não pode ter corte nos repasses dos duodécimo dos Poderes. 

 

Mauro Mendes já havia sinalizado durante o programa Opinião, da TV Pantanal, canal 22.1 que poderia haver cortes, na segunda-feira (27). Nesta quarta, o chefe do Executivo disse que os balanços mostram que houve queda na arrecação e que é necessário uma contribuição de todos os Poderes para enfrentar o momento. 

 

Leia também - Governador troca servidor de carreira por executivo na MTI

 

O governador destacou que em 2019 foram feitos diversos cortes para permitir o equilíbrio das contas públicas e que a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) faz o acompanhamento semana a semana das atividades comerciais em Mato Grosso e com esses números em mãos será possível discutir o assunto. 

 

"A receita do Estado está caindo e os números mostram isso, agora no primeiro trimestre já cairam sensivelmente. Agora no fim de abril vamos ter esses números com mais detalhes. Contra números não há argumentos, eles serão frios, eles serão verdadeiros e honestos para qualquer um verificar", disse.

 

O comandante do Palácio Paiaguás disse que de posse dos número vai sentar com todos e citou a Assembleia Legislativa como um dos atores que vai sentar discutir e como cada Poder poderá colaborar. O governador afirma que o momento é de colaboração.   


Fonte: Gazeta Digital

Visite o website: https://www.gazetadigital.com.br